Uma abordagem nova de como ganhar dinheiro com música: Os 6 tipos de fontes de renda

A música não tem operários: a gente repassa uma tática de músicos independentes que têm até 6 trampos diferentes para compor uma renda decente, e viver só do som

Uma abordagem nova de como ganhar dinheiro com música: Os 6 tipos de fontes de rendaPor Cheryl B. Engelhardt

Equilibrar saúde com satisfação (e com sua conta bancária) na carreira musical.

Há um quadrilhão de artigos, cursos e livros sobre como ganhar dinheiro no mercado musical. Que diabos, até o meu curso mastermind versa sobre esse tema, simplesmente porque a gente tem que falar sobre isso.

Todas as maneiras diferentes de se ganhar dinheiro — de shows caseiros a monetização dos vídeos a playlists do Spotify a produtos da sua banda — podem ser bem intimidadoras. Eu sinto, às vezes, que não estou fazendo o suficiente, não estou dando conta das diversas áreas, não estou seguindo as tendências. É uma avalanche de informação na sua pior manifestação: o medo de perder uma oportunidade que possa mudar a sua carreira na música.

A verdade é que, pode haver uma outra perspectiva desse assunto. Os músicos independentes mais bem-sucedidos que eu conheço são os que distribuem seus ovos em muitas cestas, ou seja, têm várias fontes de renda. Cada fonte de renda é algo que os inspira e motiva, dá ânimo para sair da cama de manhã e fazer algo de que eles se orgulham. Quando você está fazendo uma coisa que dá satisfação, o dinheiro passa a ser um assunto secundário.

Mas muitas vezes é tão difícil chegar nesse patamar.

Eu demorei mais de uma década para poder dizer que eu tenho uma carreira diversa e que me preenche. Eu dei uma olhada nas minhas fontes de renda e descobri três pares diferentes de características que existem juntas, e que exigem um equilíbrio entre o que me dá prazer e o que paga minhas contas!

Renda Passiva X Renda Ativa

O assunto aqui é tempo.

Renda passiva é o dinheiro que você ganha até quando está dormindo:

  • Royalties das vezes que sua música é tocada em rádio e TV
  • Vendas digitais e vezes em que elas são tocadas em “streaming”
  • Venda de produtos offline, tipo um vídeo com aulas e mercadorias da sua banda

Renda ativa é aquele dinheiro que vem quando você está dedicando seu tempo para:

  • Tocar um show
  • Compor a trilha de um filme
  • Dar aulas de violão

Muito da renda passiva vem após ter dedicado muito tempo à criação de um produto (um CD, um curso, um produto licenciado), mas vai te dar mais liberdade de tempo do que vender seu tempo.

Renda Previsível X Renda Inconsistente

O assunto aqui é consistência.

Eu percebi, logo no começo, que todas as minhas fontes de renda PREDILETAS eram, TODAS ELAS, inconsistentes:

  • Escrever música para comerciais (mercado super competitivo e com baixas chances de ir ao ar/ser pago)
  • Fazer um show com ingressos esgotados (não é algo que eu consigo fazer todo dia)
  • Fazer a trilha de um filme (o que leva meses e só rende um pagamento)

Esse esquema leva a meses ótimos, seguidos de meses em que eu mal tinha dinheiro para pagar o aluguel. Era duro economizar e eu estava sempre estressado. Dar aulas de piano, por outro lado, é bem previsível. Eu só vendo pacotes de 5 a 10 aulas, com pagamento adiantado, e não devolvo esse dinheiro, então mesmo que o aluno não apareça, eu tenho essa renda.

Equilibrar fontes de renda previsíveis e inconsistentes foi como consegui encontrar minha paz de espírito e a paz da minha conta bancária (isso não existe, mas você sabe o que eu quero dizer).

Oportunidades que Pagam Muito X Oportunidades que Pagam Pouco

O assunto aqui é volume.

Quando eu estou vendendo CDs após um show por US$ 10, eu me lembro sempre de anunciar onde eles estarão sendo vendidos e como o público pode comprá-los. Eu faço isso porque sei que, quando estou vendendo algo por dez pratas, o impacto vai estar no volume de vendas. Quanto mais eu vender, mais vai fazer sentido eu vendê-los.

Quando eu estou escrevendo músicas demo para comerciais, sei que UMA faixa que eu venda pode fazer toda a diferença. Então saber disso é um ótimo jeito para distribuir meu tempo.

Quando você for fazer crowdfunding, você pode ter como foco que 1000 pessoas contribuam com R$ 10 ou que 10 pessoas contribuam com R$ 1.000 cada, e isso te dará o mesmo resultado. Mas a estratégia para cada uma dessas táticas será MUITO diferente. Se você sabe qual é seu objetivo, pode otimizar bem o seu tempo.

Ter uns seis tipos diferentes de renda pode parecer muita coisa, mas se você for o dono da sua agenda e for muito bom, vai conseguir bons resultados.

(Dica de profissional: Em vez de fazer listas de tarefas, quando se lembrar de algo que tem de fazer, crie um evento no calendário do seu celular, e programe um alarme! Dica dupla do profissional: faça download da Pitching Checklist, uma lista de tarefas de como vender seus projetos, para melhorar nesse campo tão importante!)


2 Comentários

  1. soundcityestudio@gmail.com'
    by sound city estudio on Maio 9, 2018  17:35 Responder

    Precisando de estúdio de ensaios em São Paulo e com preços bons? Conheça o Sound City Estúdio!
    Estrutura de qualidade e atendimento especial fazem a diferença por aqui.
    Agende seu ensaio pelo Whatsapp +55 11 993235151.
    Rua Apinajés, 1053, salão A.
    Tags
    estudio studio estúdio ensaio insaio gravacao gravação estudio de musica estudio musical #rehearsalstudio #studio #rehearsal #ensaiando #ensaiodabanda #ensaiar #banda #musicislife #musicaevida

  2. Pingback : Seis (outros) jeitos de ganhar mais grana com sua música - SomosMúsica

Comente

Seus email não será publicado.