Quanta grana eu vou ganhar se meu som for usado em playlists do Spotify?

Então uma playlist famosa decidiu usar uma música sua. Parabéns! Mas quando você vai ganhar com isso, tanto em toques quanto em grana? A gente mostra alguns jeitos de calcular uma estimativa.

Quanta grana eu vou ganhar se meu som for usado em playlists do Spotify?Por Chris Robley

Uma maneira rápida de fazer uma estimativa de quantos “spins” você vai ter quando sua música for usada numa playlist do Spotify.

Pode ser difícil de prever de antemão o quanto vai “valer” ter uma música sua em uma playlist.

Algumas playlists têm dezenas de milhares de seguidores, mas eles quase não são ativos (ou seja, não ouvem).

Outras playlists têm um número pequeno, mas leal, de seguidores, que se engajam com a música (às vezes, até colocando essa playlist no repeat).

E mesmo dentro de playlists individuais haverá diferenças no total de reproduções dependendo de onde a música está localizada na lista. Obviamente, a primeira música tocará mais vezes do que a décima ou a vigésima, e assim por diante. MAAAAS…

Eis aqui um jeito de ter um palpite respaldado de quantas tocadas em streaming uma playlist de Spotify pode te trazer, se ela for usada:

  1. Vá até a playlist em questão
  2. Encontre o primeiro artista que fez parte dessa playlist e vá até o perfil dele no Spotify
  3. Vá até a aba “ABOUT”, ou “sobre”
  4. Veja o campo “Discovered On” (onde foi descoberto), no canto direito

Se a playlist aparecer lá, você verá quantas tocadas em streaming vieram de essa música estar na playlist nos últimos 28 dias. Agora você tem uma ideia de o que esperar se uma música sua for colocada no alto da playlist.

Se a playlist não aparecer no campo “Discovered On”, você vai saber que estar naquela playlist vai render menos ouvintes do que as outras playlists que aparecerem no “Discovered On” desse artista

Agora faça esse mesmo processo com outros artistas que estão na playlist, em outras posições. Digamos, o terceiro, o décimo e o vigésimo. Isso vai te dar uma noção — ainda que só uma impressão — do poder de uma playlist.

E os resultados vão variar, dependendo de quanto tempo vai demorar para a sua música ser “soterrada” por outras que são adicionadas depois de você.

Este método funciona melhor quando você está analisando músicas de artistas independentes com sucesso mediano, ou playlists feita por curadores independentes

Como eu disse acima, não é uma ciência exata, e esse tipo de conta fica mais complicado quando você vai olhar para os números de um artista que está em centenas ou milhares de playlists do Spotify. Nesse caso, só porque um artista independente não aparece na seção “Discovered On”, isso não vai significar que uma determinada playlist não vá gerar um grande número de streamings para você (só significa que esse artista famoso tem mais fluxo em outras playlists).

E agora, quanto dinheiro esses acessos em streaming vai gerar?

Há muitos fatores diferentes que influenciam no resultado de quanto dinheiro vai ser pago pelo streaming das suas músicas:

  1. Em que país essa música foi tocada em “streaming”?
  2. Foi tocada em um plano com comerciais ou num plano por assinatura?
  3. Você também é dono dos direitos de publicação ou da gravação sonora?
  4. Quantos donos esses direitos autorais têm?
  5. E mais

Mas, se você quer fazer umas contas básicas, pode conferir qualquer uma das trilhões de calculadoras de receita de streaming (como essa).


Guia do Spotify

Comente

Seus email não será publicado.