Jeitos espertos de investir em si mesmo, em todos os estágios da sua carreira

Sua música é um bom negócio? Bom o suficiente para você investir sua própria grana em si mesmo? Se a resposta for sim, a gente dá dicas de como investir seu dinheiro, ou de como conseguir dinheiro para investir, caso você não tenha.

Jeitos espertos de investir em si mesmo, em todos os estágios da sua carreira

Por Antony Bruno

“Sempre” é uma palavra tão perigosa quanto “nunca”.

“Nunca” é perigosa para quem está tentando ter uma carreira na música quando aparece em frases como: “Não vai rolar nunca.”

Mas uma hora rola, e você começa a receber os depósitos dos direitos autorais. É aí que mora o próximo perigo, de você começar a achar: “Vai ser assim para sempre”.

Quando artistas começam a ganhar dinheiro com a sua arte, a tentação de torrar tudo com coisas inúteis é forte. Afinal, o primeiro cheque de pagamento dos direitos autorais pede uma comemoração. E tá tudo bem. Só não pode deixar isso virar hábito.

Porque daí entram as contas para pagar. Não só as ligadas a música… mas as da vida num modo geral. É gostoso saber que você está se sustentando com dinheiro ganho com música, aquilo que você ama. Só não permita que seu dia a dia te distraia da sua meta.

Em algum momento, artistas espertos (compositores e cantores) vão investir em sua carreira parte do dinheiro que ganharam. Alguns fazem isso assim que têm algum sucesso (um álbum que foi hit ou quando uma música deles é usada num comercial). Outros vão ser mais proativos, e já começar a juntar esse dinheiro com o investimento em mente.

A gente já ajudou centenas de artistas que estão nessa segunda categoria a levantar uma grana para investir em uma meta. Muitos inclusive compartilharam como investiram esse dinheiro.

Aqui vão algumas dicas de como investir na sua carreira, divididas por faixas de gasto, mas que vão fazer o seu dinheiro valer mais.

R$ 4.000

OK, você está começando… mas já começou a ganhar dinheiro com a sua música, e isso é mais do que a maioria dos negócios consegue. Isso é um motivo (e uma motivação) suficiente para você colocar um dinheirinho na sua carreira.

Um software de gravação profissional…

Vamos presumir que você tem um laptop decente, então chegou a hora de ter um programa de gravação de áudio decente. Cantores, compositores, produtores e engenheiros vão precisar de um deles para conseguir um som melhor do que uma versão básica do GarageBand consegue entregar.

… e a capacidade de usar ele bem

Um software bom de verdade vai exigir alguma competência de quem for usar. Investir tempo e dinheiro em um curso pode ser um bom investimento nessa altura do campeonato. Mesmo que você não seja produtor, nem esteja planejando virar um, é bom que você conheça todas as ferramentas de produção disponíveis em um programa desses, já que vai trabalhar com um produtor em algum momento. Eis alguns cursos.

Networking

Bote a mão no bolso e convide aquele produtor da hora ou aquele compositor que está na crista da onda para tomar uma cerveja, ou jantar. Troque uma ideia, tente entendê-los e ganhar mais acesso às pessoas do mercado que podem fazer a diferença na sua carreira. Inscreva-se em eventos e conferências desse mercado, como a Music Trends Brasil e a DIY Musician Conference. Ter o som certo é importante, mas também é importante conhecer as pessoas certas.

Outras ideias: contrate alguém para fazer um site bonito para você, crie uma identidade visual para sua banda, produza um vídeo ou contrate um professor de canto. Você gastou muito tempo e dinheiro fazendo música boa, agora gaste um pouquinho mais para que as pessoas ouçam essa música.

R$ 20.000

OK, você está decolando. Sua carreira musical pode estourar! Mas você ainda não chegou lá. Você pode estar vivendo só da sua música, mas ainda há muito a fazer

Alugar um estúdio/ Espaço para ensaiar

Tá na hora de sair da garagem. Alugar um estúdio ou um espaço para ensaiar vai ser essencial, você vai ter um espaço de trabalho. E o som fica melhor também. Os preços variam muito dependendo da cidade em que você está, mas com 20 mil você deve conseguir entre 6 e 12 meses de aluguel.

Banque o seu Próximo Lançamento

Em vez de pegar um empréstimo, separe uma grana e pague pelos custos do seu próximo projeto musical. Ou, pelo menos, contrate um bom produtor e faça uma masterização fera na sua música.

Pague as dívidas

Não é um investimento nem um pouco sexy. Mas o americano médio tem US$ 3.600 em dívida de cartão de crédito Esse valor aumenta para US$ 6.000 entre os americanos com menos de 35 anos. E para os assalariados esse valor sobe para US$ 16.000. Tirar esse peso da sua planilha de gastos vai te dar a liberdade de se arriscar mais na sua carreira, permitindo que você faça coisas na sua carreira que não poderia fazer pagando juros.

Outras ideias: equipamento, equipamento, equipamento. Faça um upgrade dos seus instrumentos. Compre um microfone decente. Aumente sua bateria. Qualquer coisa que possa melhorar o seu som é um bom investimento nessa altura.

R$ 400.000

Pode parecer irônico, mas quando um artista está ganhando tanto dinheiro assim, ele está no lugar mais perigoso da sua carreira. É aqui que o “Sempre” começa a ser uma tentação, e a vontade de torrar grana em carrões e roupas de grife aumenta. Mas, para chegar na marca de R$ 1 milhão, um artista ainda precisa investir muito nessa altura do campeonato.

Construa o seu próprio estúdio

A gente não está falando de colocar uns microfones em cima de uma mesa. A gente está falando de um estúdio profissional, com uma mesa de gravação, acústica perfeita, o esquema completo. Na verdade, os equipamentos são a parte mais barata. Montar uma sala com a acústica perfeita, para que os equipamentos de ponta tenham o melhor som é que é a parte mais cara. Mas, depois de você desembolsar essa grana, você nunca mais vai ter que alugar um estúdio, e pode até começar a ganhar uma graninha alugando o estúdio (por dinheiro ou por direitos autorais dos sons gravados lá).

Invista em Turnês

Muitos artistas ganham mais dinheiro vendendo ingressos para shows do que vendendo sua música gravada. Mas turnês custam dinheiro. Investir na sua infraestrutura é um bom jeito de aumentar sua participação na renda de uma turnê. E você pode conseguir isso gastando seu dinheiro com:

  • Meio de transporte (ônibus/van)
  • Equipamento (iluminação/amplificadores)
  • Produtos da sua banda (algumas bandas ganham mais dinheiro vendendo camisetas e CDs do que vendendo ingressos)
  • Propaganda/Divulgação
  • Contratar um agente/empresário

Diversifique Suas Fontes de Renda

Compre ações, imóveis, invista em uma startup. São muitas as opções, é só você fazer o dever de casa e não enfiar seu dinheiro em negócios que não entende. O objetivo aqui é reservar algum dinheiro que entra com sua música e colocar essa grana em outro negócio que vá render, independente dos seus direitos autorais. Desse jeito, você terá uma rede de segurança caso não possa contar com seus ganhos de direitos autorais um dia.

É claro que são só sugestões. Cada artista tem sua perspectiva diferente. Mas essa estratégia mais ampla vale para muitos—investir na sua carreira vai permitir que sua carreira vá para a frente.


Distribuição de álbuns por apenas US$29. Vamos lá!

Comente

Seus email não será publicado.