A importância do tempo de exibição e dos assinantes para seu canal de YouTube

Você é uma pessoa qualitativa ou quantitativa? O YouTube decidiu recentemente que número de cliques não é tudo, e que os vídeos que vão ganhar mais dinheiro e destaque precisam ter outro atributo. Qual? Saiba no SomosMúsica!

A importância do tempo de visita e dos assinantes para seu canal de YouTube[Para ganhar mais dinheiro com seus vídeos no YouTube, confira a Illustrated Sound.]

O tempo de exibição (Watch time) é um dos conceitos mais importantes, mas menos entendidos, para entender a saúde do seu canal de YouTube e de seus vídeos.

Enquanto muitos criadores de vídeos focam apenas na contagem de views, o YouTube prioriza o watch time (e não o número de views) na hora de decidir quão favoravelmente seu vídeo vai aparecer como resultado de uma busca e onde ele será colocado na plataforma do YouTube como um todo.

Pelo número de views do YouTube ser facilmente adulterável usando thumbnails que enganam, robôs automáticos e outros serviços ilegais que prometem aumentar o número de cliques que seu vídeo recebe, o YouTube agora mede o tempo total que cada espectador gasta assistindo a seus vídeos (e qualquer outro vídeo que ele vá ver depois do seu). Eles chamam essa métrica de “watch time” (tempo de exibição), e ela é o total de horas ou minutos que um espectador passou vendo vídeos.

O YouTube afirma que o watch time é “o método mais importante de medida do sucesso do seu canal e dos seus vídeos”, e é uma das primeiras influências nos algoritmos que influenciam em como seu vídeo vai aparecer em buscas e onde ele será encaixado dentro do YouTube.

O ‘Watch time’ não está ligado com a duração do seu vídeo

Donos de canais acham a torto e a direito que fazer vídeos mais compridos ou mais curtos pode influenciar: vídeos mais longos aumentariam o tempo de exibição e outros mais encurtados fariam as pessoas verem o vídeo até o final. Enquanto esses dois fatores podem influenciar para que assistam por mais tempo, o elemento mais importante na hora de determinar o tempo de exibição é o tempo que a pessoa ficou vendo vídeos no total – quanto tempo esse espectador vai passar no YouTube depois de ver seu vídeo. Então alongar seu vídeo para mais do que ele merecia ser só vai fazer o espectador perder o interesse e clicar em outra coisa, e encurtar seu vídeo não traz nenhum benefício para você0.

Há alguns lugares chave no seu YouTube Analytics que vão te ajudar a monitorar e entender o tempo de exibição, e como ele está afetando a atividade do seu canal. Vários YTA (YouTube Analytics) vão te permitir ver o total de minutos estimados que as pessoas passaram vendo seus vídeos, playlists ou o canal como um todo.

Retenção da Audiência

A Retenção de público (retenção de audiência) é um relatório que ajuda a chegar à duração média de visualização do seu canal. Para vídeos individuais, você também consegue ver um gráfico que explica o percentual exato da audiência que assistiu a qualquer pedaço do vídeo. Isso permite que você veja exatamente que trecho do vídeo está fazendo a audiência perder o interesse, e quais são as partes do vídeo que os espectadores estão vendo e revendo. O YouTube também oferece um gráfico de “retenção de público relativa” que mostra como o seu vídeo está conseguindo prender o público, se comparado a outros parecidos

Assinantes

Você pode ter notado que os canais mais bem-sucedidos do YouTube pedem em todos os vídeos que o espectador vire assinante de seu conteúdo. Dados provam que os assinantes têm mais potencial de gerar cliques e ‘tempo de exibição’ do que um espectador casual que caiu na sua página por acaso, então esteja pronto para fazer muitas “call-to-action” (CTA), ou chamadas para o espectador interagir. Essa CTA pode ser verbal (como dizer claramente “não se esqueça de assinar meu canal” durante seu vídeo) ou um toque visual, tipo uma anotação sobre a imagem ou um Card.

Faça de incentivar os espectadores a assinar seu canal um hábito, e o use toda vez que você lançar um vídeo. Conte para eles que tipo de vídeo eles podem esperar ver no seu canal, depois que forem assinantes. Também lembre-se de sempre conferir o relatório de inscritos, no seu YouTube Analytics para saber exatamente de onde vêm seus assinantes e que vídeos estão te rendendo mais assinantes.

Dicas de Otimização

  1. Faça os seus vídeos com a duração que eles devem ter. Não tente enganar o sistema encurtando ou alongando seus vídeos mais do que você acha que eles merecem.
  2. Prenda sua audiência. No começo do vídeo (e talvez no espaço da descrição), conte aos seus espectadores o que eles podem esperar até o fim do vídeo, para que eles o vejam na sua plenitude.
  3. Desenvolva estratégias de programação. Use as playlists em série, seção do seu canal que permite que você coloque sugestões de outros vídeos para aparecerem depois que o espectador tiver terminado de assistir o primeiro.
  4. Dê destaque a outros vídeos. Use os Cards, Featured Content (que antes era conhecido como “InVideo programming”), anotações e o campo da descrição do seu vídeo para avisar os espectadores de outros vídeos parecidos que você tenha no seu canal.
  5. Inclua calls-to-action. Use as CTAs assim: diga à sua audiência exatamente o que eles vão encontrar depois de assinarem seu canal, e coloque links que levem para a página de assinatura sobre o vídeo, usando os Cards.

Inscreva-se na Illustrated Sound (a rede multicanal da CD Baby para gerar receita no YouTube): aumente seus ganhos no YouTube, construa uma estratégia de conteúdo e otimize seu canal e seus vídeos!


YouTube Guide

Comente

Seus email não será publicado.