Como ser loucamente bem-sucedido no licenciamento de seu som para TV, filmes e comerciais

Música de comercial não é só pegajosa. Paga bem. A gente te dá 3 dicas de como pensar em sons que possam entrar na TV, no cinema e no break comercial. Vem!

Como ser loucamente bem-sucedido no licenciamento de seu som para TV, filmes e comerciais[Este post foi escrito por Cathy Heller, uma cantora e compositora que conseguiu licenciar suas músicas para centenas de programas de TV, comerciais e filmes. Para saber mais sobre como ganhar dinheiro com a sua música, eis o curso da Cathy AQUI.]

Há muitos fatores que influenciam no sucesso de um artista no licenciamento da sua música. Aqui vão os três mais importantes.

 

1. Pesquisa

Gente de sucesso não sai procurando oportunidades, preferem procurar problemas para resolver.

Antes de você mandar sua música para um diretor de trilha sonora, é essencial que você saiba para quem vai vender o seu som. É um filme, é um programa de TV, ou é um comercial? Você precisa entender a vibe da marca ou do programa, e que tipo de dinâmica de letras e de produção vão ajudar a contar a história.

Por favor, não pule a parte da pesquisa. Não ligue os motores e saia criando músicas sem saber o que as pessoas esperam de você. Você vai atingir os seus objetivos mais rapidamente se estiver preparado para eles. Isso não é minha opinião; é estratégia verdadeira e testada.

Então, onde você pode achar as músicas que são usadas na TV, filmes e anúncios, para começar sua pesquisa? Eis uma listinha com alguns lugares… E eu tenho certeza que você consegue encontrar outros lugares, se procurar:

  • Ispot.tv tem uma porção de comerciais de marcas diferentes, e você pode assistí-los dividindo por marcas. Na ferramenta de busca, você pode colar o nome da marca como “McDonalds”, “Walmart” ou “Apple” e pode ver vários comerciais que eles fizeram, e que músicas foram usadas neles.
  • Tunefind.com é um ótimo lugar para achar músicas usadas em programas de TV. Você pode buscar por artista, programa ou canal de TV.
  • E é claro que você pode achar playlists de programas diferentes, que as elaboram e colocam no YouTube e no Spotify, ou playlists feitas por marcas. Você pode assistir aos comerciais ali mesmo, enquanto ouve as músicas usadas neles.
  • Você também pode ir para os sites dos canais de TV e conferir os programas. Você pode achar as músicas usadas em cada episódio ou temporada.

Eu quero que você escolha um programa ou uma marca e fazer uma playlist de músicas que foram usadas nesse programa ou por essa marca. E eu quero que você vá adiante e compre essas músicas. Faça uma playlist para poder levar aonde quer que vá. Comece ouvindo e absorvendo o que está funcionando em vários programas de TV e comerciais. E depois lave e repita, com outro programa ou outra marca. Você tem de procurar fatores comuns em três frontes: vibe, temas das letras e produção.

2. Letras Universais

Então, na sua pesquisa, quais são os temas das letras que aparecem sempre? Você encontrou uma tendência nas letras? Marcas, TV e filmes todos usam músicas que tenham letras universais.

O que são letras universais? Letras que se apliquem para um público amplo. É muito raro ver num programa de TV ou comercial uma música com letras sobre uma história específica, uma pessoa específica ou uma pessoa específica. Na maioria das vezes, as músicas tendem a ter temas como “Lar”, “Vitória”, “Liberdade”, “Novidade”, “União”… a lista continua. É raro que músicas sobre romance sejam usadas. Você reparou isso durante sua pesquisa? Muitos compositores escrevem canções e mais canções de amor mas, especificamente para comerciais, esses temas líricos não funcionam.

De novo, você tem de levar em conta o problema que precisa resolver. Que tipo de letras uma marca quer compartilhar para divulgar seus produtos? Provavelmente será uma música sobre se sentir bem, ou ter sucesso, ou conquistar o mundo. Uma música sobre um coração partido pode não funcionar.

3. Faça uma produção que funcione na versão instrumental também

É comum que uma música seja licenciada tanto na versão vocal quanto na versão instrumental . Isso acontece porque se tem uma narração ou um diálogo em cima da canção, o editor pode querer tirar os vocais da música, ao menos nesse trecho. A versão instrumental que fica ainda precisa ter uma dinâmica que leve o comercial ou o programa adiante.

Um jeito ótimo de testar se sua produção fica de pé é tocar a parte instrumental em cima de um comercial no mudo, ou para a cena de uma série. Há construções e mudanças de dinâmicas na produção? Você vai ter uma idéia imediata de se seu instrumental vai precisar de um trabalhinho, ou se ele consegue levar a cena ou o anúncio adiante.

A produção é uma das partes mais importantes de uma música para ser usadas na TV ou no cinema. Você quer ouvir vários instrumentos entrando e saindo do som, construções e desconstruções sonoras, você quer sentir a expectativa e, para filmes e TV, quer ter grandes momentos sonoros, fáceis para o editor recortar e inserir nas cenas.

No fim, o que importa é fazer sua pesquisa e agir em função do que sua pesquisa revela. Cria músicas com letras universais e tenham produção dinâmica. Você tem talento, e agora só precisa de uma estratégia para agir.


[Cathy Heller tem sua própria empresa de licenciamento— ‘Catch the Moon Music’ — e apresenta o podcast “Don’t Keep Your Day Job.” Cathy uniu forças com Ari Herstand, do blog Ari’s Take.]


1 Comentário

  1. edsonangelice@hotmail.com'
    by ANGELICE on Fevereiro 24, 2018  02:20 Responder

    Boa noite,
    Tenho muitas musicas e instrumentais.

Comente

Seus email não será publicado.