Como gerenciar conflitos numa banda

Os Beatles se separaram por causa de briga. O que mostra que briga acaba com todas as bandas, até a melhor do mundo. Não seja você vítima da discórdia: dicas de como semear a paz no grupo.

Como gerenciar conflitos numa bandaSe você está numa situação em que há treta na banda ou entre alguns músicos com quem trabalha, o primeiro passo é lidar com isso em grupo, para que todos os lados sejam ouvidos.

A música consegue juntar pessoas que vieram de vidas muito diferentes –umas amizades bem improváveis são formadas com a música sendo a única coisa em comum. Sentir essa proximidade, especialmente entre integrantes de uma banda, pode ser uma coisa mágica, mas também pode trazer desafios pessoais.

Conflitos internos e discordâncias são inevitáveis dentro de qualquer grupo que passe bastante tempo junto, e as bandas não são exceção. Ainda que seja completamente normal, é bom que você saiba antecipar e superar esses obstáculos, para que eles não afetem a capacidade da sua banda de se juntar para criar músicas incríveis.

A primeira coisa a se fazer é identificar qual é a raiz do problema. Envolve grana? Ideias criativas em conflito? Problemas pessoais? Todos esses fatores são comuns em bandas, e geralmente podem ser trabalhados. Conflitos de tempo e de agenda, prioridades distintas e egos podem também entrar no caminho do seu sucesso, mas, depois que forem identificados, geralmente podem ser resolvidos.

Gerenciar tempo, dinheiro e questões pessoais é uma habilidade que todo integrante de banda deveria ter. Deve ficar claro quem valoriza o tempo e o comprometimento dos companheiros só de ver quem vai aos ensaios e quem está disposto a dedicar mais tempo quando é necessário.

Se um comportamento indesejado está se repetindo até virar um padrão, é melhor falar sobre ele em grupo, para que todos os lados da história possam falar. É necessário que sua banda tenha horários definidos, um orçamento e meios de comunicação já combinados, para que qualquer integrante possa se manifestar quando um problema surgir. Se você sentir que a banda podia ter mais estrutura, sugira ao grupo! Os integrantes da banda têm de se sentir bem-vindos para sugerir novas ideias ou estratégias que podem melhorar o grupo como um todo.

Se for possível ceder nos problemas menores é um jeito de resolver, mas fazer isso muitas vezes pode acabar azedando as relações. Se os integrantes da banda insistem desnecessariamente sobre um assunto, ou se cedes fosse fazer mal para o grupo como um todo, é necessário fazer algo.

Por exemplo, se um integrante fica faltando em ensaios, dá calote na sua parte dos gastos ou algo similar, deixar que eles continuem fazendo isso é prejudicar o grupo como um todo. Você pode reforçar que as pessoas precisam se comportar de acordo, explicitar quais vão ser as consequências para quem mancar muitas vezes, ou até pensar em dispensar esse colega. Todo integrante de uma banda tem de se responsabilizar por seus atos. Ou o problema vai seguir existindo.

Se sua banda estiver passando por conflitos repetidos, vocês podem pensar em eleger um integrante para ser o juiz de paz, ou a pessoa que vai decidir como agir. Esse tipo de estrutura pode não funcionar para todas as bandas, é claro, mas em alguns casos pode evitar conflitos pequenos e desnecessários. Ter uma voz da razão é um motivo para olhar por cima das emoções e resolver rapidamente problemas, para que vocês voltem logo a trabalhar.

Se todo o resto não funcionar, vocês podem concordar em discordar. Pode não ser a solução que você desejava, mas às vezes é necessário aceitar as diferenças, ainda mais se você quer evitar uma grande briga ou que sua banda se dissolva Manter uma aura de profissionalismo pode te ajudar a colocar suas emoções de canto e pensar no bem da sua banda mais como o de um negócio do que como uma relação pessoal. Separar as emoções dos negócios e lidar com a resolução de problemas de maneira racional é bem útil quando você vai lidar com problemas com pessoas com quem você desenvolveu uma relação pessoal.

Poucas pessoas curtem a ideia de ter de lidar com conflito, mas para que qualquer relacionamento floresça isso precisa ser feito. Se sua banda quer ter chances de dar certo, você tem que estar disposto a superar o conflito e trabalhar na prevenção de problemas como esse aparecendo no futuro.

Ao criar uma agenda de horários, alimentar uma cultura de confiança e facilitar a comunicação entre os integrantes da banda, além de tratar cada um deles como responsável por seus atos, músicos podem evitar que uma banda se separe. Superar conflitos numa banda pode ser uma coisa simples, como escolher um líder entre os integrantes, ou pode ser uma coisa drástica quanto expulsar um integrante, mas de qualquer jeito, é preciso lidar com o problema.


Guia do Spotify

Comente

Seus email não será publicado.