Como decidir ONDE divulgar sua música

Você está no Facebook. E no Twitter. Instagram? Snapchat? Periscope, então? Quais plataformas você deve usar para divulgar o seu som socialmente? Respostas (ou mais perguntas que vão ser úteis para traçar um plano) aqui.

Como decidir ONDE divulgar sua música

Por Chris Robley

Os cinco fatores mais importantes para levar em conta na hora de decidir em que mídias e plataformas sociais você vai divulgar seu som.

Você quer que mais gente ouça suas músicas. Mas como fazer isso?

Fazer RP é caro. Divulgar seu som no rádio também é caro. Promover uma Playlist? É, também entra na lista de táticas custosas para divulgar seu som. E agora você está falido e não tem garantia nenhuma de resultados.

Por outro lado, as plataformas sociais permitem que você divulgue sua música gastando pouco, ou nada.

O risco é baixo, os resultados podem ser acompanhados em tempo real e os resultados positivos podem ser amplificados dependendo do seu orçamento.

Então você compara plataformas para divulgação de música, como:

E você fica boquiaberto. Qual é a melhor? Como gerenciá-las?

Bom, espero que a minha resposta vá te trazer calma: VOCÊ NÃO VAI CONSEGUIR LIDAR COM TODAS ELAS JUNTAS! E NENHUMA DELAS É “A MELHOR”!

Foque em uma plataforma ou duas que seja(m) a(s) melhor(es) para você.

Se você veio aqui atrás de resposta mágica, me desculpa.

Não existe plataforma CERTA, mas existe a plataforma que é a certa ou a errada PARA VOCÊ.

Por exemplo, alguns músicos mandam muito bem no Twitter, enquanto outros acham uma perda de tempo. E o mesmo vale para qualquer plataforma. Depende muito do seu estilo musical, do seu público e da sua própria personalidade.

O que você tem de fazer é encontrar uma ou duas plataforma(s) onde possa ser você mesmo. Mas como decidir onde você vai concentrar seu esforço?

Preste atenção em quatro fatores:

As plataformas que você usa para divulgar suas músicas têm de te trazer…

1. DIVERSÃO!

A plataforma que você vai escolher deve te seduzir para ficar mais ativo ou ativa lá.

Não tem de ser difícil saber como se expressar nessa plataforma. Se você pode ser “autêntico” (desculpa usar essa palavra clichê), provavelmente essa é a plataforma certa para você.

Entretanto, se você começar a odiar a experiência depois de se habituar à plataformas, é melhor focar sua energia em outro lugar. Você já tem tarefas demais no seu dia, não transforme a comunicação com os fãs em mais uma obrigação.

2. Uma maneira para reforçar sua mensagem (ou fazer follow up dela)

Às vezes, demora um tempinho para a gente descobrir COMO alcançar um nicho específico do seu público nessas plataformas, mas encontrar novos nichos deve ser uma ferramenta que você usa em qualquer plataforma em que você vá gastar seu tempo e seu dinheiro.

Pra que serve um anúncio ou post patrocinado que as pessoas veem e depois some? Você não preferiria que pudesse conversar de novo com as pessoas que viram seu conteúdo, e que interagiram com ele? Sim, você gostaria. Ou pelo menos deveria querer.

3. Um jeito fácil de levar as pessoas para fora da plataforma

Algumas plataformas são bem ranhetas, e dificultam se você quer levar o usuário para um site fora dela. (Eu estou falando com você, Instagram.) Você não está cansado de escrever “Link na bio”?

Não me leve a mal, o Instagram provavelmente é minha plataforma predileta, e serve para várias coisas –e é bem sovina sobre o quanto de atenção eles vão te dar, se você não estiver pagando por ela nem for relevante o suficiente para ter uma conta verificada.

Pelo outro lado, o Twitter não tem nenhum problema com o uso de links. Na verdade, a maioria dos posts no Twitter contêm posts que levar para fora da plataforma! O YouTube permite que você use links nos cards e nas end screens, ou telas de encerramento (você pode levar o espectador para o seu site, para sua loja, sua vaquinha crowdfunding etc.) Até o Facebook permite que você compartilhe links, por mais que o algoritmo tenda a mostrar menos posts que tenham links de fora do Facebook.

O lado bom das plataformas que permitem que você leve seus fãs para o site que quiser é: você vai poder conduzir o pessoal até a loja dos seus produtos, a página de inscrição no seu mailing ou qualquer outro destino que você deseje.

Agora, nenhum dos fatores que eu listei acima deve servir para determinar se você vai ou não vai usar uma plataforma; eles são apenas fatores. Como eu disse, o Instagram ainda é meu destino predileto para encontrar diversão e novos nichos; Eu só não encaro essa plataforma como um bom lugar para compartilhar vídeos de YouTube ou para conseguir que as pessoas visitem meu site.

4. Uma conexão com seu público-alvo

Seus fãs e futuros fãs estão NESSA plataforma?

TODO MUNDO tem Facebook, mesmo as pessoas que negam. Mas NEM TODO MUNDO está no Snapchat, Twitch ou Habbo ; )

Tirando o Facebook e o YouTube (porque eles são onipresentes), a idade, o sexo e a localização dos seus fãs, além do gênero de música que você toca, vão ser determinantes no seu sucesso em cada plataforma.

Antes de tentar compartilhar sua música numa plataforma, descubra se seu público está lá.

5. Efeitos positivos tangíveis servem mais do que métricas da vaidade

O número de seguidores que você tem no Facebook é irrelevante, se esses seguidores não vão ver o que você posta. O número de streams passivos que você tem no Spotify não importa se esses ouvintes não estão interagindo com a sua música de um jeito mais aprofundado.

Quando você for escolher uma plataforma, tente olhar para além dos UAUS e UIS que vêm com a métrica da vaidade (os números que ficam abertos para o público, e que podem te fazer se sentir bacana ou um lixo) e ver o que mais essa plataforma tem para oferecer.

Olhe debaixo do capô. Às vezes o carro com a tinta mais polida vai quebrar no meio da estrada. E a lata velha vai conseguir rodar 100.000 quilômetros.


De novo, não tem receita mágica aqui. O que funcionar para um artista pode não funcionar para outro. E a eficiência varia. Cada plataforma que discutimos acima PODE ser uma ferramenta poderosa para divulgar seu som, dependendo de você, do seu público e do que você espera alcançar.

Que plataforma social vai funcionar bem para você? Por quê? Conte para a gente nos comentários, aqui embaixo.


Distribuição de álbuns por apenas US$29. Vamos lá!

1 Comentário

  1. dmartire@gmail.com'
    by Danilo Martire on fevereiro 28, 2019  06:26 Responder

    Muito interessante o artigo e a questão de rolar uma identidade entre a plataforma e a personalidade do artista!

Comente

Seus email não será publicado.