Cinco coisas para fazer antes de oferecer seu som para playlists do Spotify

Na era do streaming, ser ouvido no Spotify significa dinheiro e fama. Então, você tem que tentar ao máximo entrar nas playlists grandes da plataforma. Mas, antes, tem 5 coisinhas que você precisa fazer. E a gente conta quais são…

Cinco coisas para fazer antes de oferecer seu som para playlists do SpotifyPor Dave Kusek

Conseguir que sua música seja colocada em playlists do Spotify pode ser bem difícil. Vamos começar do começo e focar nas coisas que você tem de ter em ordem antes de oferecer suas faixas para playlists.

Quem não ia querer ter uma música numa playlist famosa do Spotify? É um ótimo jeito de ser descoberto e ter sua música exposta para um público gigantesco. Além do mais, o número de streams vai gerar mais renda para você.

Apesar do Spotify ter recentemente aberto um canal de comunicação para que artistas enviem suas músicas para que possivelmente sejam adicionadas a playlists criadas por curadores, é difícil conseguir que uma música entre nas playlists mais tops do Spotify.

Então, hoje vamos começar a passar pelas coisas que você tem de fazer antes de oferecer suas músicas para playlists do Spotify. Pense nesses cinco itens como a fundação sobre a qual você vai construir seu sucesso.

1. Crie uma presença online

Vamos já tirar isso da frente: você não tem de focar só Spotify e em conseguir fazer uma renda no Spotify. No mercado fonográfico de hoje, você precisa pensar no Spotify como só uma peça da sua estratégia de carreira.

Eis alguns motivos para isso:

  1. Se você focar seus esforços apenas no Spotify e construir uma base de fans lá, todas as suas conexões se concentraram no Spotify e você poderá perder tudo no improvável evento de que algo aconteça ao gigante do streaming.
  2. A prioridade no Spotify não é fazer com que artistas se conectem com seus fãs, mas sim em fazer com que as pessoas ouçam música, obter anunciantes e aumentar as inscrições premium.

Isso significa que você precisa criar um site dedicado à sua carreira musical, criar um lugar onde os fãs possam comprar suas músicas, criar páginas nas mídias sociais onde você possa se conectar e se comunicar com seus fãs e construir uma lista de e-mail.

Todas essas coisas podem servir como instigadores, incentivando seus fãs a apoiar você no Spotify. Por isso, vale a pena reservar um tempo para construir sua base de fãs e o alicerce de sua carreira.

2. Coloque sua música no Spotify

Esse provavelmente nem precisaria ser dito, mas se você quer que sua música esteja em playlists, ela primeiro precisa estar no Spotify. A CD Baby é uma das várias distribuidoras que vai conseguir colocar seu som no Spotify.

3. Inscreva-se no Spotify for Artists

O Spotify for Artists é um serviço gratuito que te permite usar ferramentas para te ajudar a ser bem-sucedido no Spotify. Se você distribui seu som com a CD Baby, você automaticamente tem uma conta no Spotify for Artists.

E o que uma conta no Spotify for Artists te dá? Para começar, ele verifica o seu perfil (isso significa que você ganha aquele tique azul ao lado do seu nome, que mostra para o mundo que sua página de Spotify é oficial). Pode não parecer muito, mas serve como um pouco de validação para qualquer curador de playlist que vá pensar em usar seu som.

Além disso, você ganha acesso a vários dados de análise de acesso. Essa é provavelmente a ferramenta mais útil. Você vai poder ver como as suas faixas estão se saindo e vai ter acesso a quem são seus ouvintes. Esses dados podem influenciar as faixas que você vai oferecer para os donos das playlists, e você pode até usar os dados de perfil geográfico dos seus ouvintes para planejar turnês.

Há também uma aba chamada Playlist, que mostra todas as playlists em que sua música está. Isso pode te dar uma ideia melhor do tipo de playlists em que você pode focar quando for começar a oferecer a sua música e, se você conseguir entrar em uma incrível, pode compartilhar isso com seus fãs.

O Spotify for Artists é integrado com o Songkick e o Merchbar, então você pode expôr as mercadorias da sua banda e as datas da turnê ali mesmo no Spotify. Isso é uma atração bacana e pode ajudar a aumentar as vendas. Mas é bom que você mantenha sua estrutura em outras mídias sociais para fazer esse tipo de anúncio também;

E, por fim, você pode customizar seu perfil de artista com fotos, músicas em destaque e mais. Se você está tentando causar uma boa impressão nos curadores de playlists, ter uma página com uma cara profissional no Spotify só vai te ajudar.

4. Divulgue sua música no Spotify

Depois que seu som estiver no Spotify, é chegada a hora de começar a divulgar, e incentivar seus fãs a ouvirem seu som nessa plataforma. O Spotify recompensa os artistas que dedicam um bom tempo a ele. Além do mais, isso vai trazer bons números para as suas músicas (o que vai tornar suas músicas mais atraentes para os curadores de playlist).

Uma opção fácil é incluir links do Spotify no seu site e nas suas páginas em redes sociais. Você também pode compartilhar o link do seu perfil no Spotify e incentivar os fãs a te seguirem lá. Se você for criar um post para redes sociais sobre uma determinada música, inclua um link de Spotify em vez de um do SoundCloud. Se você lançou um álbum recentemente, use alguns dos materiais de divulgação para levar seus ouvintes para ouvi-lo no Spotify.

E, por falar em lançar música, você vai ter mais oportunidades para mandar seus fãs para seu perfil de Spotify se lançar músicas com frequência. Experimente lançar singles ou EPs a cada dois ou três meses, para criar um movimento no seu perfil.

5. Crie suas próprias playlists

Outro jeito bacana de trazer seus fãs para perto e fazer com que eles ouçam suas músicas no Spotify é criando suas próprias playlists. Essa é a oportunidade de fazer o papel de DJ e criar uns remixes das suas músicas prediletas. Coloque também algumas músicas suas, e compartilhe com os seus fãs.

Você pode criar playlists com as suas obsessões musicais atuais, e fazer listas baseadas em emoções ou em músicas para atividades. Tente ser criativo e criar listas que seus fãs vão amar. Você, artista, também é um influenciador para os seus fãs e muitos deles vão adorar saber que tipo de música você ouve, e o que te inspira.

Outra ideia é colaborar com outros músicos e bandas numa playlist ou em duas. Crie um tema juntos, juntem suas faixas e promovam para os fãs de vocês dois. Esse tipo de estratégia vai levar seu som para um público maior e pode te render mais plays e mais seguidores.

Bônus… 6. Corra atrás!

Depois que você tiver feito essas cinco coisas, você vai estar numa posição muito melhor para começar a oferecer suas músicas para curadores usarem em playlists do Spotify. Você vai ter um perfil profissional no Spotify, alguns seguidores e bons números por trás de cada uma das suas músicas. O próximo passo é pesquisar as playlists independentes em que seu estilo musical se encaixe. E começar a correr atrás!


Dave Kusek é o fundador da New Artist Model e da Berklee Online. Há anos ele vem trabalhando com dezenas de milhares de músicos do mundo todo, e de todos os estilos musicais. A New Artist Model é uma escola americana online de negócios musicais, pensada especialmente para os músicos independentes. Saiba como transformar sua música em uma carreira, entenda o negócio e comece a pensar como um empresário da música.

Foto do artigo: Unsplash


Guia do Spotify

1 Comentário

Comente

Seus email não será publicado.