5 fatos que mostram que você não entende seus fãs (e por isso eles estão se afastando)

Quem ama…. PERGUNTA O NOME. Quais são os 5 principais erros que artistas cometem quando vão lidar com seus fãs. Será que você está cometendo um (ou todos)?

5 fatos que mostram que você não entende seus fãs (e por isso eles estão se afastando)

By Chris Robley

Você “conhece” seus fãs virtuais de verdade?

E eu não quero dizer conhecer quem é seu público-alvo ou saber de cor a cara de cada fã. Eu quero dizer VOCÊ SABE QUEM SÃO SEUS FÃS DE VERDADE? Você está se comunicando com eles de um jeito que mostre que conhece quem eles são, o que eles fizeram e o que eles querem?

Seus fãs querem ser vistos como indivíduos.

Quanto maior for seu público, mais difícil vai ser conhecer cada um dos seus fãs individualmente. Mas tem alguns truques práticos para tratar seus fãs como conhecidos, e não como uma massa sem rosto.

Você pode estar afastando o seu público se não passar mensagens individuais.

Muitos músicos não tratam esse assunto como prioridade. E eu também já cometi esse pecado. Mas, quanto mais você entender seus fãs, melhor vai conseguir se comunicar com eles, e será mais provável que eles assinem seu canal, comprem algo, vão ao seu show etc.

É claro que eles vão saber, lá no fundo, que você não está personalizando cada e-mail, cada anúncio ou cada post de rede social. Mas se você souber passar a mensagem certa para a pessoa certa, isso terá um efeito psicológico: você estará demonstrando respeito por cada um dos seus fãs.

E, de novo, quanto mais você conhecer seus fãs, melhores as chances de eles te curtirem.

Eis cinco coisas que você pode não saber sobre os seus fãs, mas DEVERIA SABER:

1.Você não sabe o que eles compraram

É importante saber quando e como seus fãs te deram dinheiro.

Não faz sentido fazer propaganda do seu álbum mais recente se a pessoa já tiver comprado.

Seguindo a mesma lógica: quem são as pessoas que mais provavelmente vão querer comprar seu álbum novo? As pessoas que compraram seu álbum antigo.

Divida os assinantes do seu mailing com informações como histórico de compra, e depois segmente seu público-alvo de anúncios a partir dessa informação.

Por onde começar? Pode ser que você já armazene informações dos seus clientes (em planilhas) dentro da sua conta da CD Baby, do Bandcamp, do Kickstarter ou do PledgeMusic.

Entenda onde eles botaram sua grana. Mantenha registos. Fale com eles individualmente.

2. Você não sabe em que plataformas seus fãs estão

Vai criar uma ação de pre-save para lançar sua música no Spotify? Você pode não querer gastar seu dinheiro com propagando para os fãs na Apple Music ou na Pandora. Quer que alguém crie uma estação de rádio na Pandora, usando sua música? Que tal “suprimir” (não mandar a mensagem para) as pessoas da sua lista de e-mail que já clicaram em um link do Spotify.

Mantenha um registro de quem clica nos links dos seus emails. Divida seu público de acordo com suas preferências. E depois pare de encher o saco, mandando e-mails de redes sociais e plataformas de música em que eles não estão!

3. Você não sabe o quão interessados seus fãs são em você

Essa pessoa é uma fã casual, que só quer ouvir de você a cada três meses? Ou é uma fã leal que quer um e-mail semanal lembrando de cada apresentação ao vivo em streaming que você vai fazer?

De novo, divida as pessoas por grupos de interesse. Mande mais mensagens, com pequenas novidades, para os fãs mais ferrenhos. E mande as novidades maiores para Deus e o mundo.

4. Você não sabe onde seu fã mora

Você não precisa ter o endereço residencial de todo mundo. Isso ia ser bizarro. Mas saiba a região onde eles moram: cidade, CEP, estado e país.

Eu não consigo contar o tanto de e-mail que eu recebo de músicos, anunciando que vão tocar em uma cidade a milhares de quilômetros de onde eu moro. Vão pra lixeira.

Se você não pediu os dados de localização da pessoa, quando ela assinou a entrada no seu mailing, pelo menos faça uma busca geográfica por e-mail. E nas redes sociais, também segmente por geolocalização, se o post for para uma região específica.

5. Você não sabe o nome do fã

Você sabe que a Amazon não escreveu seu nome à mão no cabeçalho do e-mail né? É um truque.

Mas mesmo assim é um truque que funciona. Um neurocientista talvez pudesse explicar por que funciona, e eu só posso dizer: funciona

Personalize suas comunicações.

Para você, é só um código a mais. Para os seus fãs É A IDENTIDADE DELES.

É importante que você mostre que conhece cada ouvinte individualmente.

Como eu disse, músicos não costumam manter um registro do comportamento dos seus fãs. Então a gente acaba mandando mensagens que não interessam para metade deles. Daí eles aprendem a não abrir nossos emails

A gente pode ser melhor do que isso. Precisamos parar de tratar os nossos fãs como uma massa sem rosto; e em vez disso vê-los como indivíduos

Vamos separar nossos contatos em grupos, segmentar nosso público em redes sociais e usar todas essas informações para mostrar que a gente conhece nossos fãs, e que a gente VALORIZA nossos fãs

 


 

 

 

 

1 Comentário

  1. Pingback : As melhores estratégias para lançar um single em 2019 | SomosMúsica

Comente

Seus email não será publicado.