Tutorial de microfone – 5 dicas top para tirar o máximo proveito de seu microfone vocal

A gravação de vocais é um dos passos cruciais na produção de uma faixa de sucesso. A despeito de o que seu guitarrista ególatra pensa, os vocais são o que a maioria das pessoas vai realmente ouvir na sua gravação (…)

shutterstock_131659220-300x201A gravação de vocais é um dos passos cruciais na produção de uma faixa de sucesso. A despeito de o que seu guitarrista ególatra pensa, os vocais são o que a maioria das pessoas vai realmente ouvir na sua gravação, que envolveu sangue, suor e lágrimas, não importa quantos arpejos ele coloque em seu solo de guitarra.

Como tal, bastante tempo e um cuidado especial devem ser dedicados aos equipamentos e métodos usados para registrar o talento do seu cantor, e num mundo ideal isso também envolveria muito dinheiro. No mundo não-ideal, entretanto, a maioria de nós não pode gastar £10.000 numa corrente vocal, e temos de procurar tirar o maior proveito possível de equipamentos que não vão ter de ser parcelados em cem vezes, como se estivéssemos comprando um carro.

Já que essa é a realidade, aqui vão algumas dicas para te ajudar a conseguir ótimos registros vocais com microfones baratos…

1. Locação

Não precisa dizer que a escolha da sala onde você vai gravar afeta a qualidade do som que vai ficar na sua fita (ou no seu iPad, cilindro de cera ou o que quer que você use…) e isso é especialmente verdade quando gravando vocais. Presumindo que você não tenha uma cabine equipada e com tratamento acústico completo, tente experimentar em lugares diferentes.

Primeiro, use seu ouvido e não um microfone – faça o cantor cantar enquanto você pega uma noção do tom do lugar. Se soa abafado ou aquoso na vida real, é assim que ficará ao passar pelo microfone. Mova-se até o som melhorar. Colocar o cantor para entoar num canto da sala costuma funcionar, já que os reflexos de voz se dissipam nos cantos e voltam menos para o microfone.

Você também pode tentar comprar um filtro de reflexo que cerca o microfone e barra o “efeito de sala” de entrar na sua gravação. Tente usar cobertores, cortinas e futons para absorver a reverberação do ambiente. Há vários tutoriais sobre isso on-line. Tratamento acústico (mesmo feito em casa) é ferramenta essencial na hora de conseguir uma boa gravação de voz..

2. Posição do microfone

Todo microfone tem um pedaço de ouro, onde o padrão vai se igualar ao material da fonte. É nosso reflexo colocar o cantor contra a tela de proteção, a cinco centímetros do microfone condensador, e isso funciona para algumas vozes, mas está longe de funcionar todas as vezes.

Por exemplo, esse “approach” adiciona graves por causa da proximidade, e isso pode não ser bom para o que você procura. Frequentemente, não usar um filtro e posicionar o microfone um pouco mais longe funciona que é uma beleza. Levante a parte de baixo do microfone e aponte seu diafragma para baixo, para que o cantor esteja cantando num ponto abaixo do microfone. Isso evitará sons indesejados e te permitirá capturar um som claro e doce.

Confira o vídeo abaixo, em que um microfone baratoDV247 dá um coro num caro Fame Vintage F47. Eles usaram a mesma técnica para tirar o maior proveito o possível.

3. Gain structure

Quando for ajustar o sinal de PA do seu pré-amplificador, seja ele incluído na interface ou mais de luxo e separado, é importante na hora de capturar vocais sem barulhos indesejados. Muito baixo não capturará o sinal, levando a uma necessidade maior de compressão de barulho de baixo, um problema mais notável em microfones baratos. Muito alto e você corre o risco de distorção fazer você perder uma ótima tomada. Considere usar um pouco de compressão se você tiver acesso às ferramentas para isso. De outra maneira, tente identificar seções de barulho e de silêncio separadamente, para permitir compensações personalizadas.

Uma coisa para se lembrar é que você não precisa de um sinal quentíssimo quando gravando digitalmente (isso é lembrança dos tempos barulhentos de fita) então você pode ficar na faixa dos -6db tranquilamente. Contanto que você esteja num ambiente silencioso, conseguir uma boa tomada sem enfiar muito sinal de PA, e ter ótimo resultado. Certifique-se que seu cartão de som esteja no modo input – isso vai te dar mais  “headroom” enquanto coloca o sinal de PA mais baixo para evitar barulheira.

4. Pedestal

É chato mas verdade – negligenciar tempo ou dinheiro no pedestal do seu microfone pode acarretar em dores maciças na hora de lidar com quedas constantes e trabalhar com hastes de metal na hora de ficar ajustando a posição do microfone a cada tomada. É geralmente possível conseguir um bom som de um microfone barato, mas um pedestal de £10 vai tornar até o mais caro dos microfones inútil.

Há opções suficientes para você ter certeza de comprar uma decente por preço bom – por favor, só não vá cair na lógica de que silver tape resolve tudo num estúdio de gravação. Sinceramente, não vale a pena.

5. Performance

Por fim, parece óbvio mas, de longe, o fator que mais influencia a gravação de vocais é a qualidade da voz. Tente fazer o cantor ficar o mais confortável o possível, reserve um tempo para ajustar seu mix, para que ele possa se ouvir decentemente, e dê a ele alguma reverberação, para ajudar a se afinar.

Um truque para evitar a latência enquanto fazendo isso é colocar um efeito de reverberação em um auxiliar e mandar um pouco para o canal de gravação. Assim, o cantor tem reverberação e você ainda pode monitorar o som através da interface, em vez de ouvi-lo só através do programa. Se o cantor estiver confortável, vai responder melhor a dicas de produção quando a sua performance, e também não vai se zangar quando você disser para ele parar de mexer tanto a maldita cabeça, para que você possa terminar de gravar a faixa direito e ir para casa.

Para ouvir os resultados possíveis usando essas técnicas, confira o vídeo abaixo:

Essas não são, de jeito nenhum, os únicos fatores a se levar em conta quando gravando e há muitos conselhos por aí para todas as fases do processo. Mas há uma coisa só para se manter em mente, e essa é uma máxima que deve estar sempre à frente na hora de gravar, produzir e mixar.

Se está soando bem, então está tudo bem.

Ah, e “será que vai afetar as vendar?”

[Este post foi escrito por Gavin James, do dv247.]

 

 

3 Comentários

  1. tonybarreto2014forrofolia@gmail.com'
    by Antonio Raimundo Rios Barreto on janeiro 24, 2014  00:27 Responder

    Tudo que se estuda é importante, burro é aquele que diz: Eu sei de tudo. Sou velho mas, não estúpido.
    Sempre quero aprender.

  2. Gisaromafenty@gmail.com'
    by Gisella Roma Müller on junho 26, 2014  20:54 Responder

    Ameei!

  3. vabson@gmail.com'
    by vabson on maio 11, 2015  22:48 Responder

    não vi o link do video, aonde está ?? Otima matéria

Comente

Seus email não será publicado.