Tudo começa com uma canção: 10 tipos diferentes de singles para te ajudar a alcançar mais fãs

Pode parecer coisa de gringo, mas single é o melhor jeito de lançar uma música hoje em dia. Não só O melhor jeito, mas os 10 melhores jeitos, que a gente lista aqui

Tudo começa com uma canção: 10 tipos diferentes de singles para te ajudar a alcançar mais fãsNa segunda metade do século 20, o álbum passou o single como forma predominante de formato musical — mas agora, na era do Spotify e do YouTube, o single está voltando com tudo.

Desde que muitas barreiras, tanto de tecnologia quanto de logística, foram derrubadas na hora de lançar uma nova música, faz sentido que os artistas queiram lançar suas músicas direto para os fãs assim que estiverem masterizadas e mixadas.

A maioria das carreiras musicais é feita, afinal, com a força de um só single (ainda que eu espere que você tenha uma sucessão deles).

A gente falou muito sobre singles neste blog, desde a razão porque músicos deveriam lançar músicas com mais frequência, a como lançar uma campanha de marketing para um single.

O que nós ainda não discutimos muito são os diferentes tipos de singles que você poderia lançar e com eles construir sua carreira musical. Então aqui vai uma lista…

10 tipos de singles

  1. Sua canção mais recente

Alguns artistas lançam singles com frequência, esperando com isso construir um álbum aos poucos. Outros artistas abandonaram de vez o formato do álbum e lançam suas canções assim que elas estiverem prontas. Outros artistas gravam álbuns inteiros, mas distribuem singles antes, para fazer divulgação. Não importa em que grupo você estiver, este talvez seja o tipo de single mais comum: lançar sua música mais recente ou a música da leva que você gravou e que tem mais potencial.

  1. Música ao vivo

Tem a gravação de uma música ao vivo ótima sua? Lance como um single. Seus fãs vão pirar & essa faixa vai servir como destaque do seu show para agentes e donos de casas de show. Além do mais, é outro jeito de aumentar a vida útil da sua música e o impacto das gravações de estúdio que você já lançou.

  1. Música cover

Gravar covers de outros artistas é um dos truques mais bem-sucedidos para conquistar novos fãs. As pessoas buscam (no Google, YouTube, iTunes, etc.) pelas canções que já amam, e de repente lá está você e sua interpretação maravilhosa deste som. Se o ouvinte ouvir sua versão e curtir, eles provavelmente vão conferir suas músicas autorais também.

  1. Versões acústicas ou alternativas

Os fãs ferrenhos vão adorar ouvir versões debulhadas das suas músicas prediletas, ou versões em que a instrumentação está diferente. Se você tiver várias abordagens da mesma música, por que não lançar várias delas?

  1. Remix

Um remix é um tipo bem específico de versão alternativa de música que eu mencionei acima. Se você não tem experiência nenhuma com remixes, procure um artista que você admire e pergunte se ele gostaria de colaborar com você. Você manda seu bruto (ou a gravação de toda a sessão) e deixa eles levarem suas músicas para um novo lugar.

  1. Single natalino

Você pode ter escrito uma nova canção natalina, ou optar por um clássico da data. O último mês do ano é um gigante em vendas de música, e seus fãs vão querer por as mãos no seu single natalino.

  1. Raridades ou faixas que não foram lançadas

Sabe aquela faixa sua que nunca foi lançada? Aquela que está sentada no seu HD faz tempo? Não, não aquela porcaria que ficou de fora do seu último álbum porque era… ruim, mas aquela que parecia o Charles Mingus fazendo backing vocal para o Tom Waits — aquela que não ornou com dez músicas eletrônicas que você gravou no último álbum? Sim, essa mesma. Lance! Se ela for boa, as pessoas vão querer ouvi-la, mesmo que não esteja num álbum. O formato de single é perfeito para esses casos.

Você tem músicas que apareceram em álbuns de compilações e que agora estão esgotadas? Você pode lançar essas também.

  1. Músicas de tópicos

Eu disse tópicos, não trópicos (ainda que deva haver uns artistas que já fizeram versões tropicais). Tem uma canção aí que foi inspirada por eventos recentes? Uma sátira política? Um som que surfa em tendências atuais, filmes arrasa-quarteirão ou artistas? Lance ela AGORA antes que o assunto… esfrie.

  1. Versão instrumental

Você tem algumas opções no departamento instrumental: regravar e reinterpretar uma canção: trocar o vocal por uma parte instrumental que carregue a melodia, ou simplesmente tirar o vocal de uma  vez (eu sugiro que você sempre faça uma mixagem sem vocais de todas as suas músicas, para ser usada em licenciamentos de TV e comercial).

  1. Tradução

Os Beatles cantaram versões em alemão de alguns dos seus hits. Harry Nilsson cantava uma versão em espanhol de “Without You.”

Se você conseguir falar (e cantar) em outra língua, por que não gravar suas melhores canções em dois idiomas e expandir seu público em potencial?

__

Na hora de lançar seu próximo single, a CD Baby torna esse processo rápido e fácil.

Por apenas US$9,95 a gente vai distribuir suas músicas para os principais serviços, tipo Apple Music, iTunes, Spotify, Amazon e mais. Seus fãs podem comprar downloads com qualidade de CD na store.cdbaby.com (onde você ganhará mais dinheiro por venda do que em qualquer outro site de vendas). Além disso, a gente vai ajudar a monetizar suas canções no YouTube e vamos te incluir no nosso catálogo de sincronização do licenciamento, para você ganhar royalties quando sua música for usada em filmes ou na TV.

Inscreva seu single hoje mesmo para ele ser distribuído para o mundo todo!


Ganhe Dinheiro Guide

Comente

Seus email não será publicado.