Seu videoclipe passa nesse teste de 10 pontos?

Uma câmera na mão, uma ideia na cabeça e… Uma lista com os dez pré-requisitos que seu próprio videoclipe precisa cumprir

Seu videoclipe passa nesse teste de 10 pontos?Como testar se uma ideia tem as qualidades de um vídeo viral antes de começar a filmar

Primeiramente, eu quero dizer que as dicas listadas abaixo foram concebidas para criadores que tinham em mente criar uma série de vídeos, mas acho que muitos dos tópicos dela se aplicam também para músicos que só quer fazer um videoclipe.

Sobre essas séries de vídeos, entretanto…

Um dos jeitos mais claros de conquistar uma audiência no YouTube é criar não só um hit, mas uma série cujo sucesso pode ir crescendo vídeo após vídeo. Por exemplo, a banda do meu amigo Mike, The Union Gospel, recentemente começou a filmar uma série de apresentações nômades no metrô de Nova York, e estão chamando esse trabalho de The Subway Series. Toda semana eu fico ansioso para chegar o dia e clicar no link do vídeo novo, para descobrir qual cover eles decidiram fazer desta vez no metrô.

Qual é o problema com um vídeo sozinho, fora de uma série?

Bom, nada de errado nele naturalmente, mas você pode estar sufocando um pouco o buzz que poderia ter, se só postar um vídeo de cada vez, de vez em quando.

Pense nisso. Se você postar um vídeo animal que vai gerar um monte de compartilhamentos quando for publicado, mas daí demora seis meses para postar um segundo vídeo. Nesse caso, seu YouTube vai parecer um gigante no gráfico, com um pico maravilhoso no meio, mas que decai depois de certo tempo e se estabiliza de volta no ponto em que você estava antes do vídeo de sucesso.

Nesse caso, falta algo para os espectadores esperarem ansiosos. Eles não têm mais nenhum lugar onde clicar. Há pouco incentivo para eles assinarem o seu canal.

Mas, se eles soubessem que você estava criando um vídeo novo por semana ou por mês, essa história seria diferente. Seria como a série do cantor e compositor Brett Newski, “Crusty Adventures”, uma sequência de vídeos engraçados sobre o lado B de fazer turnê fora do país. É difícil não clicar no próximo vídeo para ver que tipo de pane mecânica, fedor nojento na balada, show fiasco ou mutreta vai vir por aí.

Mas é muito mais fácil falar de produzir uma série de vídeos do que de fato produzir uma. E, já que vai dar muito trabalho, você precisa pensar muito bem nas suas ideias antes de partir para a execução.

Num acampamento de trabalho recente da Creator Academy, o YouTube criou uma lista com 10 critérios válidos para avaliar suas ideias antes de começar a filmar qualquer coisa. É tipo uma lista de compras, feita para te ajudar como guia na hora do “brainstorm” — como eu disse acima — acho que muitas dessas ideias também valem para vídeos individuais.

Seu vídeo passaria no teste de 10 perguntas?

Faça as seguintes perguntas a si mesmo. De acordo com a Creator Academy, você não precisa responder “sim” para todas essas perguntas, para ter um vídeo de qualidade. Mas, quanto mais você se ouvir dizendo “sim”, mais pode ficar confiante de que tem alguma coisa boa em mente.

  1. Compartilhabilidade — As pessoas conseguem se identificar com o vídeo? Ele vai cobrir um tópico? Será memorável? Ajuda alguém a resolver um problema? O espectador vai se sentir bacana ou esperto quando compartilhar esse vídeo com amigos?
  2. Conversa — Esse vídeo vai me ajudar a me comunicar com meus fãs, seja diretamente NO PRÓPRIO vídeo, ou como um tópico para começar uma conversa ou outras interações (na seção de comentários do YouTube ou em outro lugar)? Eu você aparentar estar confortável e ser autêntico?
  3. Interatividade — Seu vídeo envolve a audiência de alguma maneira? Ele pergunta algo ao público, pede sua participação ou encoraja que eles contribuam para os próximos vídeos?
  4. Consistência — Há algum elemento deste vídeo que esteja presente em vários outros vídeos seus? Um rosto familiar, a mesma locação, técnica ou tema? Esse vídeo está numa “embalagem” que vai parecer coerente com seus outros vídeos? Você está publicando esses vídeos seguindo um cronograma?
  5. Estabelecer o alvo — Eu sei PARA QUEM é esse vídeo? Quem é minha audiência, e esse vídeo vai divertir ou informar essa audiência? O público vai ficar interessado só NESSE vídeo, ou vão curtir meus outros vídeos também?
  6. Sustentabilidade — Eu vou conseguir continuar fazendo isso por algum tempo?

Responder a essa pergunta é essencial. A Creator Academy diz:

Para se preparar para o sucesso a longo prazo, você precisa construir uma operação sustentável que vai manter os espectadores interessados mesmo com o passar do tempo. Pense nas coisas necessárias para produzir suas séries. Se seu público realmente amá-la, você vai conseguir criar mais vídeos, levando em conta locação, equipamento e orçamento? Esse assunto ou o tipo de produção vão continuar te interessando no futuro?

Alguns jeitos de ser sustentável:

Pense leve e só petisque: Tente produzir vídeos de um jeito que consuma menos esforço e tempo. Geralmente, quanto menos um clipe precisar de produção, por mais tempo você vai conseguir fazer outros parecidos.

Seja realista: Entenda do que vai precisar para produzir a série, e quanto tempo de conteúdo ela vai dar ao seu canal.

Filme no atacado: Grave vários vídeos em um dia e maximize seus recursos.

Saiba o que vem a seguir: tenha um plano sobre o que vai entregar para a sua plateia depois que a série tiver terminado.

  1. Como te descobrir — O meu vídeo vai aparecer nos resultados de busca do YouTube e ser recomendado como um vídeo similar de outros, famosos? Estou usando palavras-chaves e títulos bons?
  2. Acessibilidade — Um espectador consegue ver o seu vídeo e curti-lo sem ter visto nenhum dos anteriores? Em outras palavras, esse vídeo funciona sozinho?
  3. Colaboração — Existe algum jeito de trabalhar com outro artista, que tenha um público fiel no YouTube? Será que eu consigo me juntar com eles de uma maneira que eles vão ficar orgulhosos e querer compartilhar esse vídeo com seu público?
  4. Inspiração — Eu quero mesmo fazer esse vídeo?

Essa consideração talvez seja mais importante que qualquer outra, porque, se você não for motivado pela ideia, não vai conseguir vislumbrar ela realizada. Olha o que a Creator Academy tem a dizer:

Os criadores top do YouTube geralmente dizem que amar o que se faz é de suma importância. Isso não só vai te dar mais ânimo como criador, mas o público vai sentir sua inspiração verdadeira — ou a falta dela. Portanto, você quer parecer autêntico na frente das câmeras, interessado e, o mais importante de tudo, apaixonado — isso tudo vem com naturalidade se você ama o que faz.

Se você se apresenta sozinho, faça vídeos que vão te deixar feliz. É essencial para conquistar fãs. Se você faz parte de uma empresa, lute para gerar conteúdo que passe verdade em relação à marca e ache pessoas talentosas que sejam inspiradas pela mesma missão do seu canal.

Alguns jeitos de buscar inspiração:

Preste atenção às coisas que você curte assistir: Pense nas coisas que você curte na televisão, no cinema, notícias ou blogs e pense em fazer algo no mesmo viés.

Faça algo no estilo das coisas que você gosta. Teste formatos diferentes e fique de olho no que o público gosta mais. Mas também leve em conta o que você gosta de fazer — tomara que as duas coisas sejam a mesma!

Evite produzir vídeos só porque você acha que eles vão ser populares: a longo prazo, fazer vídeos que você não quer fazer provavelmente vai te causar frustração.

Para empresas: faça brainstorm de ideias que sejam verdadeiras ao espírito da marca.

Bom, são muitas questões.  Espero que elas sejam úteis para o seu brainstorm de vídeo.

Quantas vezes você disse “sim”? Há outras coisas em que pensa antes de começar a pensar num vídeo? Conte para a gente nos comentários, aqui embaixo.

Leve seu canal de YouTube para o próximo patamar com a Illustrated Sound, a rede social de YouTube criada pela CD Baby.


Ganhe Dinheiro Guide

Comente

Seus email não será publicado.