Quinze coisas que aprendi DEPOIS da escola de música

A escola da vida dura bem mais do que os quatro anos de graduação. E ensina muito mais também. Um colega músico bem-sucedido conta as 15 coisas mais importantes que aprendeu depois de ter se formado.

Quinze coisas que aprendi DEPOIS da escola de música[Este post foi escrito pelo percussionista Damon Grant, e apareceu primeiro no seu blog.]

Não há uma ordem de prioridade nessa lista, e todos os itens deveriam ser número 1, porque são muito importantes.

  1. Divirta-se e sorria! As pessoas vão te contratar mais se você for boa companhia.
  2. Guarde os nomes das pessoas, porque todo mundo é importante. Essa dica entra na categoria de fazer networking e alimentar relacionamentos. E também olhe nos olhos das pessoas com quem estiver falando. As pessoas não devem ser tratadas melhor ou pior baseado no fato de se podem ou não te ajudar na carreira. Todo mundo deveria ser tratado com o mesmo respeito. Você também nunca sabe se uma pessoa pode te indicar para um trabalho.

3. Preserve seus relacionamentos e preserve-os intactos. O que os olhos não veem o coração não sente. Eu ainda trabalho com umas pessoas da faculdade e, acredite ou não, com colegas do ensino médio!

  1. Descole um contador ótimo para declarar seus impostos, e tenha um advogado de confiança para ler seus contratos antes de assinar. Você sempre pode baixar o valor, mas nem sempre consegue aumentar depois de ter assinado.
  2. Ensaiar é um luxo. Se você consegue se dar a esse luxo, aproveite. Quando você está na escola, ensaia o tempo todo (eles exigem muito ensaio, mas daí no mundo de verdade não tem mais tempo para isso). Não é que deixa de acontecer para sempre, mas passa a acontecer bem menos
  3. Não tenha medo do fracasso. As coisas são instantâneas. Não se deixa combalir facilmente. Muitos dos músicos que conseguem fazer sucesso podem nem ser os mais talentosos em tocar o instrumento, mas foram os mais determinados. E eles erraram muito, e aprenderam com os erros.
  4. Cuide do seu corpo, que também é seu instrumento. Descole um plano de saúde e vá ao médico fazer checkups.
  5. Você tem de conhecer um pouquinho programas de gravação. Isso pode incluir Pro-Tools, Logic, ou mesmo Garage Band.
  6. Aprenda a cantar. Saber cantar melodias simples, ou mesmo só “óoooos” e “aaaas”, enquanto você toca, vai te conseguir mais contratações—ainda mais se a decisão estiver entre você e outro ótimo músico, mas que não sabe cantar.
  7. Guarde tudo e salve sempre. Isso vale para documentos, tipo contratos, partituras de música, livros teóricos etc. E também vale para computadores. Se estiver usando programas como Finale ou Sibelius, ou mesmo um arquivo de Word, salve a cada cinco minutos.
  8. Redes sociais são uma porta entre você e o mundo. Tenha um trinco para trancar essa porta e saiba o que está fazendo ao atravessar esse portal
  9. Nenhum trampo dura para sempre. Todos os trampos terminam uma hora por causa de uma circunstância ou outra. Uma casa de shows fecha. Uma turnê acaba. Alguém pede demissão, a banda se separa. Alguém morre. Você se cansa de tocar sempre a mesma coisa. Você tem filhos. Aparece outro negócio melhor. Não importa quão boa ou ruim seja uma situação, ela vai chegar ao fim.
  10. O que acontece fora do palco é tão importante quanto (às vezes mais) do que acontece no palco. Se você é um ótimo artista de palco, que sabe todas as notas de cor e consegue tocar um solo invertido, que bom. Entretanto, isso tudo pode ir por água abaixo se você não tiver organizadas as coisas fora do palco.
  11. É importante também chegar no horário (adiantado), saber tocar suas músicas antes do show, dar um tapa no visual com frequência e estar sempre limpinho, vestir-se com roupas de acordo com o show e tratar a todos com respeito e educação. Você tocar muito bem não te torna algo acima de um humano.
  12. Aprenda os negócios da música. A música é uma forma de arte, mas também é um meio de conduzir negócios. Você deveria aprender os rudimentos de como administrar um negócio. Isso inclui contratos, marketing e divulgação, como fazer sites e páginas de redes sociais, dar às pessoas tempo suficiente para reagir a informações que você passou, como declarar seus impostos etc. Há outros aspectos do mercado fonográfico, como royalties, sindicatos, publicação e licenciamento, entre outros, que é bom conhecer.

Para se manter informado com notícias do mercado fonográfico, dicas de divulgação e mais, assine a newsletter do artista independente DIY Musician Newsletter, aqui embaixo:


Ganhe Dinheiro Guide

 

 

 

Comente

Seus email não será publicado.