Quais são as melhores músicas para licenciamento?

Faça do seu talento uma trilha sonora. A gente foi pesquisar o que faz uma música boa para ser usada num programa de TV ou num filme. E contamos para você em quatro tópicos tranquilos e certeiros

Licenciar suas músicas para programas de TV, videogames ou filmes pode ser um negócio de difícil entrada. Porque o jeito que a música é usada na TV e no cinema (como apoio para a ação na tela, em vez de ser o evento principal) faz com que você tenha de pensar de maneira diferente nas músicas que concebe para esse mercado, se comparada com as músicas que você cria para seus fãs.

Confira essas quatro dicas que vão te ajudar a saber quais das suas músicas são as mais licenciáveis.

Lembre-se que esse é um guia de regras gerais. Qualquer música, não importa o quão esquisita seja, pode ser licenciada se tiver a oportunidade certa. Mas, se você quer licenciar em nichos de mercado, vai ter de se preparar para pesquisar muito até encontrar as pessoas que estão atrás do seu estilo de música.

Outra coisa para nunca se esquecer – você não tem de se sentir obrigado a mudar sua arte para se adequar a nenhuma dessas dicas. Mas manter essas regrinhas gerais na cuca pode aumentar suas chances de ser escolhido por produtores musicais.

1. Use Letras Vagas

Se você é compositor, sabe que usar letras específicas ajuda o ouvinte a visualizar a música e se conectar com ela. Mas, no mercado de licenciamento, isso pode depôr contra você. É o trabalho da música dar mais força à cena e apoiar a ação e os diálogos. E isso significa que suas letras têm de ser relevantes.

Penso nisso da seguinte maneira. Se você escreve uma música sobre ir de férias para Fortaleza com sua amiga Sarajane, ela só poderá ser usada numa cena em que o personagem vai para Fortaleza com sua amiga Sarajane. E isso e muito limitante. É claro que um filme pode aparecer e retratar esse cenário exato – e sua música será perfeita – mas isso ocorre de vez em nunca.

Vamos encarar isso de outro jeito. Uma música sobre a solidão de um alpinista só pode ser usada num filme sobre um alpinista solitário. Mas uma música sobre solidão pode ser usada em vários roteiros diferentes. A vagueza de uma música pode torná-la mais adaptável e, portanto, mais licenciável.

2. Foque em Temas Comuns

Pense em todos os temas comuns que você vê no cinema e na TV. Você sabe – amor, desilusão amorosa, suspense, términos, vingança e triunfo sobre um grande obstáculo. Essas são temáticas recorrentes.

Cineastas vão continuar bebendo nesses temas porque eles dão certo. E isso significa que sempre haverá um mercado para música que apoie esses temas. A fascinação sem fim de Hollywood com histórias de separações significa que neste exato momento alguém está procurando uma música igualzinha à sua faixa “Acabou Pra Gente”.

3. Fuja de Letras e de Conteúdo Explícito

O cinema e a TV têm de respeitar classificações etárias bem rígidas. Muito palavrão ou conteúdo adulto em suas letras podem restringir o seu uso em produções só para maiores de idade.

Se você não quer sacrificar a integridade da sua obra, mas mesmo assim quer abocanhar uma fatia maior do mercado de licenciamento, você pode criar versões “limpas” das suas músicas para oferecer.

Outra coisa para manter na cabeça– se você vai mandar suas músicas para empresas como a Disney, é bom mandar também uma letra impressa. Os supervisores que trabalham com filmes para crianças ou adolescentes têm de ter certeza que as letras são adequadas, e uma cópia impressa ajuda.

4. Use Seu Catálogo de Músicas Antigas

Ao contrário do que acontece no mercado fonográfico, onde as top 40 músicas dão as regras de todo o mercado, o mundo do licenciamento não depende de quando as músicas foram produzidas. Os supervisores de música não estão procurando por um som popular, eles estão procurando por uma música que apoie bem a cena em que será usada, então não tenha medo de mandar suas músicas mais antigas. Um uso de licenciamento também pode aumentar o interesse pelo seu catálogo de produções antigas, e aumentar suas vendas e downloads!—

Se você quer saber mais sobre licenciamento de música, confira esta aula rápida em vídeo. Se você assistir à aula toda, vai ainda ganhar um livro com mais segredos e informações sobre o que os supervisores musicais estão procurando numa música.—

Biografia do autor: Dave Kusek é o fundador do New Artist Model, uma escola de negócios de música online para músicos, performers, cantores, produtores, empresários e compositores. Ele também é fundador da Berklee Online, co-autor do livro The Future of Music e membro da equipe que trouxe para o mercado a mídia midi.

Ganhe Dinheiro Guide

Ganhe Dinheiro Guide

Comente

Seus email não será publicado.