Por que masterizar sua música? Tudo o que eu gostaria de ter sabido no passado

Até uns anos atrás, a masterização era coisa de artista rico para fazer a música ficar ainda mais profissional. Hoje, com o processo acessível a nós, pobres mortais, a masterização ganhou ainda mais importância. O SomosMúsica conta por que masterizar, e dá o caminho das pedras de como fazer.

Por que masterizar sua música? Tudo o que eu gostaria de ter sabido no passadoQuando eu comecei a produzir música, eu tive muito problema com masterização; uma arte de forma incompreendida—meio complicada—e às vezes confusa…

Eu passei seis meses masterizando meu primeiro álbum – eu achei que isso ia mudar minha vida. Então, quando terminei, mandei minhas faixas para um engenheiro de masterização renomado.

Ele me cobrou US$ 1.000, e isso era o preço para artista independente.

Eu estava mais que animado. Mas, depois de ouvir o resultado pela primeira vez, me senti um pouquinho derrotado. Eu não era diferente, como esperava, e uns trechos em que eu esperava explosões de som acabaram meio apertadinhos.

Remasterização não era uma possibilidade.

Foi muito dinheiro gasto com uma coisa que eu não entendia de verdade, nem sabia se tinha funcionado.

ENTÃO O QUE É MASTERIZAÇÃO EXATAMENTE?

Nos dias pré-digitalização, a masterização tinha muito a ver com duplicação (lembra de disco de vinil e de fita K7?). Mas, conforme a tecnologia foi melhorando, e a gravação digital acabou virando a regra, a masterização se tornou uma arte de sintonizar o som da sua música.

Ainda assim, a masterização é uma arte confusa, muitas vezes mal entendida— e um pouco complicada…

A masterização tem a ver com fazer suas músicas terem o mesmo som bom que elas têm para você, só que para todas as outras pessoas do mundo – desamassar as rugas do mix final sem perder as características que tornam aquela música sua música.

Usar uma combinação de ferramentas, tipo compressão elegante, equalização, limitação do aumento de estéreo e alguns outro truquezinhos, tipo excitação aural. A masterização é a cola, o verniz e a polição que fazem sua música ser apresentável para o mundo.

A MASTERIZAÇÃO AINDA É IMPORTANTE?

Sim, com certeza! Se feita da maneira certa, a masterização tem de resolver 3 problemas que você e sua música enfrentam:

  1. Você não está ouvindo sua música do mesmo jeito que seu público. A sala do seu ouvinte pode ter acústica ruim, a qualidade dos aparelhos dele pode ser pior que a dos seus, seu ouvido habilidoso em mixagem. Tudo isso pode ter um impacto enorme no seu som final. A masterização deve resolver isso.
  2. A música tem um som diferente quando tocada em diferentes situações (casa, o rádio do carro, a balada, uma plataforma de “streaming”, quando sua mãe for comprar o single online). Boa masterização ajuda sua música a soar melhor em todos os lugares e em todas as situações.
  3. É fácil perder a perspectiva da sua música. Isso dificulta saber se sua música realmente tem um som bom. A função da masterização é dar um passo para trás, olhar para todo o contexto e consertar alguma coisinha que você possa ter deixado passar.

Se o objetivo é se conectar com uma audiência, a masterização ajuda a construir essa ponte.

NIVELANDO O CAMPO DE BATALHA

Nós criamos o LANDR porque acreditamos que a masterização é frequentemente cara e mais ainda incompreendida. A gente queria dar a nossas músicas – e às suas – uma oportunidade de competir pau a pau com com os peixes grandes, sem limitar sua liberdade criativa, ou fazendo você ir à falência nesse processo.

O LANDR é um serviço que serve como alternativa aos altos preços de engenheiros de masterização, que entrega um trabalho com qualidade de estúdio. É um segundo par de orelhas em que você pode confiar para conseguir um som profissional.

Por que masterizar sua música? Tudo o que eu gostaria de ter sabido no passado

Pegue como exemplo o artista do Brooklyn Govales: Ele faz músicas incríveis do seu quarto. Ele confia nas suas orelhas e no seu equipamento para fazer seu som. Mas ele usa a masterização para ter certeza que suas ideias serão ouvidas enquanto o som ganha um poliento final:

“Com minha música ‘Freakazoid’, o LANDR foi um dos elementos essenciais que andei procurando é amplificar os sons baixos e fazer a faixa ter mais pegada. Você pode ouvir muito bem o piano Rhodes, a faixa inteira brilha mais.”

Dê uma ouvida na faixa Freakazoid, masterizada e desmasterizada e depois ouça mais do som dele no Soundcloud.

 

MASTERIZE ENQUANTO FAZ A MIXAGEM

Uma das coisas mais legais – e inesperadas – que aconteceram desde o lançamento do LANDR é a masterização no meio da mixagem. É só jogar sua faixa no LANDR e ver como vai soar. Aí, você pode fazer ajustes à sua mixagem antes de se comprometer com uma masterização final.

Isso é ótimo para dar novas perspectivas ao seu trabalho:

“Eu nunca tinha experimentado masterizar minhas coisas… Eu sempre entregava para alguém fazer.. Mas o processo com meus últimos dois projetos foi de realmente confiar minhas mixagens e passá-las pelo LANDR. Isso me ajuda a ajustar minhas mixagens e saber o que vai se destacar na música.” – Govales

Por que masterizar sua música? Tudo o que eu gostaria de ter sabido no passado

TERMINE SUAS FAIXAS DE VERDADE

Terminar uma música é a coisa mais difíceis de se fazer, eu entendo. Mas também é a parte mais satisfatória de fazer música. Essencialmente, fazer música É terminar música.

“O LANDR pode te ajudar a TERMINAR suas músicas… aquele passo crítico, final, difícil de definir, e misterioso foi simplificado. E os resultados falam por si mesmos.” –Tiga

Então dê uma chance à masterização. E conte para a gente o que achou.

Biografia do autor: Rory Seydel é músico, escritor e pai, com um amor por fazer turnês mundiais e por produzir música. Ele é gerente de Marca e de Comunidade no LANDR.

Tenha uma masterização profissional em dois cliques! Só US$ 9,99 por música.

2 Comentários

  1. debproducoes@hotmail.com'
    by Aneilton Reis on julho 5, 2016  03:53 Responder

    Como coloco os ISRCs em cada faixa na masterização ? Para sair incorporadas a cada faixa na prensagem do CD?

    • by Marcos Chomen on julho 12, 2016  14:15 Responder

      Aneilton, existem vários softwares que fazem isso, é só procurar no google. Obrigado!

Comente

Seus email não será publicado.