Por que a arte do seu álbum é essencial para o sucesso em 2017

Um disco que não existe fisicamente precisa ter uma capa? Precisa, mais do que nunca. O SomosMúsica mostra por que a arte do seu álbum é um fator essencial em 2017. Vem cá!

Por que a arte do seu álbum é essencial para o sucesso em 2017Ver sempre fez parte de ouvir.

Eu me lembro de pendurar discos na minha janela quando era moleque. As artes, fotos e ilustrações das capas criavam um pedacinho de arte ali..

Eles pendurados formavam uma pintura que ia bem com cada acorde de música. Álbuns eram objetos sagrados que eu louvava.

Mas vamos avançar no tempo até agora. Quando tudo é ouvido por streaming, online. A arte de um álbum é reduzida a um quadradinho digital que não é maior do que uma bola de golfe.

Dificilmente ela é grande o suficiente para criar um mundo próprio …

Mas isso não quer dizer que a arte do álbum é menos importante. Na verdade, ela é mais importante do que nunca quando o assunto é divulgar sua música.

A arte do álbum ainda cria… Mas de jeitos diferentes.

Pode não funcionar do mesmo jeito que funcionava 20 anos atrás. Mas ainda é uma ferramenta poderosa em que todos o músico deveria estar pensando.

Por muitas razões…

TUDO É IGUAL A TUDO O RESTO

Plataformas de compartilhamento como iTunes, Spotify e YouTube são ferramentas de streaming poderosas.

A razão de tantas pessoas usarem essas plataformas para ouvir música é porque elas são fáceis de usar. Elas organizam as músicas numa linha

Mas o conceito do álbum pode se perder nelas.

Álbuns são reduzidos geralmente a categorias: artista, título da faixa, título do álbum.

Acima disso, tudo está exibido com a mesma fonte, a mesma cara e o mesmo tamanho dos outros álbuns.

O ÚNICO ESPAÇO PARA CHAMAR DE SEU

Ele é o pequeno quadrado que mostra a arte do seu álbum—cerca de 10% da página inteira—ficou muito mais importante.

Sites como SoundCloud e Bandcamp dão um espaço mais customizáveis para o artista.

É por isso que são ainda a opção mais óbvia para artistas independentes.

Mas, nas plataformas que fazem todos ficarem iguais, o espaço para a arte do seu álbum é aquilo mesmo.

Por que a arte do seu álbum é essencial para o sucesso em 2017QUANDO OS ÁLBUNS VIRARAM DIGITAIS

Quando a música começou a ficar online, o álbum ainda era o formato mais escolhido. Foi o que fez a Apple Store um sucesso tão grande anos atrás.

Antes do streaming tomar controle, era comum que os compradores de música comprassem e fizessem download de álbuns inteiros (ahhhh, os bons e velhos dias).

Mesmo que os álbuns fossem movidos de um lugar para o outro, fossem destrinchados em playlists ou reorganizados em uma nova ordem, eles ainda eram vistos e ouvidos e comprados do mesmo jeito que um álbum físico. Por um tempo, o álbum só moveu seu formato para virar online.

Mas esses dias chegaram ao fim.

A MORTE DO ÁLBUM

O streaming virou a regra e o formato “álbum” continua diminuindo por causa dele.

É só olhar para a Apple se quiser provas. O lançamento da plataforma de streaming Apple Music mostra o contexto atual da música.

É também um enorme movimento de distanciamento do formato “download de álbum”, que o iTunes popularizou tanto.

Não importa qual é o plano para o iTunes, está claro que o “streaming” é o futuro.

O que “streaming” significa para os álbuns? E, mais especificamente, para as artes do álbum?

O EFEITO PLAYLIST

O maior efeito do streaming sobre os álbuns foi o aumento do número de playlists.

Hoje em dia, os algoritmos sugerem músicas para os seus usuários. É como a maioria da música é consumida.

Os álbuns raramente tocam do início para o fim. Em vez disso, faixas individuais são retiradas do contexto do álbum e colocadas em playlists com que tocam automaticamente.

QUANDO OS ÁLBUNS VIRARAM DIGITAISMas adivinha o que é mostrado quando sua música começar a ser tocada na playlist? A arte do seu disco.

Se alguém curte uma música da playlist, a arte do álbum passa a ser o primeiro passo que o ouvinte vai dar para se aprofundar no seu mundo. É a imagem que leva à sua música.

A arte do álbum é a ponte entre curtir uma música e saber mais sobre o álbum, banda ou produtor.

A arte segue sendo essencial para chamar a atenção, contextualizar a música ou contar a história de um álbum todo.

É a imagem que leva as pessoas certas até sua música e transforma as pessoas que ouvem passivamente em gente que ouve ativamente. Isso significa transformar as pessoas comuns em superfãs.

ARTE DE ÁLBUM VENDE. MAS QUEM ESTÁ COMPRANDO?

Adivinha o que acontece quando alguém vira seu superfã? Ele compra seu álbum.

Um estudo da Nielsen sobre gastos com música mostra que somente 14% dos consumidores de música são “superfãs” –ou aficionados. ’

Mas os aficionados são responsáveis por 34% do total do dinheiro gasto com música.

Então os fãs que clicam na arte do seu álbum têm muito mais chances de comprar seu álbum.

E isso não significa só digital. Significa vendas físicas também.

VAMOS FAZER ALGO FÍSICO… VENDAS

Lançamentos de produtos físicos estão num pico de popularidade, se comparado com streaming.

Veja os discos de vinil, por exemplo: Em 2015, mais do que 9,2 milhões de discos de vinil foram vendidos nos EUA. É um crescimento de 52%, em comparação com 2014.

Por que um crescimento tão grande? Uma grande parte dela tem a ver com a arte dos álbuns e a fisicalidade do produto.

Nik Pollinger, um antropólogo que estuda o mundo digital e consultor de comportamento do consumidor, recentemente deu uma entrevista à revista TIME sobre a importância do álbum físico:

“O que a gente mostra em público é usado para mandar mensagens para as pessoas que estão vendo. Tornar nosso gosto musical público é uma coisa que desempenhou um papel significativo durante toda a história, para mostrar o tipo de pessoa que você é. [Ter uma coleção de discos] restaura essa habilidade.“

CADA PASSO QUE VOCÊ DÁ

O álbum te representa. Ela estará lá em cada passo que você der, do ouvinte que está te escutando pela primeira vez até o superfã.

O streaming não matou a necessidade de álbuns terem artes. Só fez dela mais importante

A arte do álbum não é só a sua foto na capa do disco. É parte da sua marca online.

A música será sempre a representação final do seu trabalho. Isso é óbvio.

Mas há ainda um elemento visual no streaming que é crucial para o sucesso. É aí que entra a arte do seu disco.

317 bilhões de músicas foram tocadas em streaming em 2015. Isso significa que a arte de álbuns pipocou 317 bilhões de vezes também.

Quando a música foi para o online, algumas coisas sofreram um pouco. Tipo a sequência de faixas de um álbum e a qualidade do som. Mas a única coisa que ficou mais importante foi a capa do álbum.

É o companheiro que está com sua música aonde quer que ela vá.

E essa imagem ainda cria um mundo.


[Este post apareceu primeiro no blog da LANDR. Ele foi escrito pelo Scott Parsons, um entusiasta de música em tempo integral e jogador de pinball semi-profissional. O Scott é editor na LANDR. Faça a masterização das suas faixas instantaneamente com as ferramentas automáticas da LANDR dentro da sua conta CD Baby. Ouça os resultados e compare suas faixas antes de pagar pelos arquivos masterizados.]


Ganhe Dinheiro Guide

Comente

Seus email não será publicado.