Os 7 pecados capitais que músicos nunca deveriam cometer nas redes sociais

Você está cometendo esses pecados mortais nas redes sociais?

7ds

Eu estou lidando com o Facebook e com o Twitter da Jaden Social desde que fundei a empresa, dentro do meu quarto, em novembro de 2011. E deixe-me dizer logo de cara que sujar minhas mãos desde o primeiro dia foi uma das experiências mais valorosas e abridora de horizontes que eu poderia querer como dono de um negócio, músico e profissional de marketing.

Em 18 meses, eu fui de pessoa que entrava nas páginas umas duas vezes de semana, só para lidar com um punhado de interações, a gastar mais de 12 do meu dia monitorando e gerenciando mais de 100 interações, sete dias por semana (obrigado Chrome pela capacidade de abrir abas eternas no navegador!).

Eu diria que eu sou um cara bem tranquilão para a maioria das coisas,  mas há coisas que fãs de música fazem (e eu digo) online que realmente me põem doido. Considerando que eu também já fui, em um momento, um fã de música digno de enlouquecer alguém, eu não vou sentar aqui e apontar dedos sobre o que fazer. Não, eu vou fazer a segunda coisa mas divertida e compilar uma lista com os 7 pecados mortais que eu sinto estarem danificando a eficiência do conteúdo que meus amigos músicos tentam divulgar por Facebook & Twitter.

1. Promover sem agregar valor

Essa é sem dúvida uma das coisas mais erradas para TODA plataforma de mídia social hoje em dia. Uma coisa é usar sua página para prestimosamente informar seus seguidores que você tem uma nova música, vídeos, ou shows pintando por aí, mas é outra completamente diferente usar a ferramenta de se auto-promover se colocando goela abaixo dessas pessoas, a ponto de elas correrem em pânico pela saída de emergência antes de ter o esôfago estourado.

Para ser claro, é totalmente ok (até aconselhável) postar seus links várias vezes por semana, para alcançar o maior número possível de pessoas, mas para cada post promocional que você postar, você TEM DE postar de  3 a 5 conteúdos interessantes para quebrar o ruído (acredita em mim quando eu digo que seus posts promocionais são RUÍDO que contribuem para o barulho ensurdecedor da cachoeira de coisas que cai sem cessar no mural dos seus seguidores).

Assim como você faria quando escrevendo e produzindo seu som, tente misturar uma variedade de elementos (tipos de conteúdo) no seu mix de marketing, e, sobretudo, seja ousado & de bom gosto com sua promoção, que o impacto será muito maior!

2. Postar na hora errada

OK, talvez não exista isso de postar na hora errada – todo post será visto ao menos por algumas pessoas, o que nunca pode ser considerado desperdício. Mas há uma coisinha chamada postar na hora CERTA..

Em vez de cuspir posts quando estiver com vontade, use a função analytics do seu Facebook e uma ferramenta grátis do Twitter, tipo Tweriod ou FollowerWonk, para saber exatamente em que parte do mundo está sua audiência e a que horas eles estão te lendo. Isso vai aumentar o alcance de cada post e reduzir o número de vezes que você precisa postar um conteúdo para ele atingir todos seus fãs.

3. Ser genérico e cheio de mimimi

Eu podia encher um caminhão de lixo com exemplos do entulho auto-promocional que polui as mídias sociais – posts cheios de palavras bacanudas e de tendência, clichês, hashtags inúteis e milhões de mensagens incluindo “VEM GENTE SUA LINDA!!!”

As pessoas vão sentir que você não está tentando vender a elas merda (e ficar mais propensas a comprar sua merda) se você se mostrar genuíno, único e legítimo com sua música. Por que não mostrar um pouco de personalidade e embrulhar as coisas com uma piadinha ou um smile. Quem sabe, as pessoas podem até terminar te amando!

4. Padrões irregulares de postagem

Num mundo em que não dá para prever nada, é tipicamente humano tentar achar conforto na rotina; a rotina do horário das 9 às 5  no trabalho, uma rotina semanal de exercícios na academia e por aí vai. Muitos músicos (eu mesmo) são culpados de negligenciar essa regra de ouro; só postando quando nos sentimos criativamente inspirados ou temos algo a dizer. Ao não ter hábitos regulares de postagem no Facebook & Twitter, você está colocando uma barreira entre você e grande parte da população.

Se você deixa seu público esperando, sem fazer ideia de quando vão ouvir de você de novo, que esperança de formar um relacionamento on-line duradouro com você eles podem ter? Não vamos esquecer que o Facebook tem um vigilante próprio, o algoritmo Edgerank, que curte muito te punir por não dar atenção constante aos seus seguidores.

A moral da história é: mantenha suas postagens com regularidade e dê a seu público uma chance de se conectar com você. E se isso é difícil demais por causa da sua agenda abarrotada, nossos amigos do Buffer criaram um programa que vai trazer o equivalente à paz mundial para você.

5. Falao o QUE mas não o PORQUE

Eu não tenho nada contra você divulgar seu conteúdo; até porque, como eu o iria encontrar de outra forma? Mas não espere que eu vá LIGAR a não ser que você me dê uma razão para eu ligar. Dizer o que você quer que eu veja ou clique é um bom começo, mas que tal me dizer porque eu tenho de clicar.

Seu novo vídeo vai me transportar para o final dos anos 80, na época que eu era um colegial gastando o dinheiro da cantina com fliperama? Ou ele vai me mostrar como é difícil ser um cafetão saído do Brooklyn?

Deixa eu repetir – não espere que eu ligue a não ser que você me DÊ um motivo para eu ligar. Trate cada post como uma chance de você mostrar personalidade, compartilhar sua visa única (o que é diferente em você e na sua música) e deixar a audiência intrigada.

6. Esquecer que sua linha do tempo é uma vitrine

O estado do seu Facebook ou Twitter é a primeira coisa que eu tenho para te julgar quando cair na sua página. Se seu Twitter for uma maçaroca de piadas internas e assuntos pessoais, vou cair fora. Se for um rosário de links feios e posts de promoção que parecem o Tarzan batendo no peito e gritando, eu vou vazar. Se seu Facebook é formado por fotos de você e seu gato em várias posições usando boinas de cores diversas, pode crer que eu vou vazar.

Crie o hábito de olhar para sua linha do tempo com os olhos de um novo seguidor ou fã que está tentando se decidir o que pensa de você. Sua linha do tempo conta bem sua história? Ela aguça a curiosidade e faz você querer descobrir mais?

Leve sua faxina de redes sociais a sério e mostre o que você é de verdade.

7. Adotar a mesma estratégia para Facebook e Twitter

O último, mas com certeza não o menor, dos 7 pecados mortais é o de tratar seu Facebook e seu Twitter como se eles fossem iguais, sendo que eles não são! Não digo que uma plataforma seja melhor que a outra, mas que cada uma tem seus pontos fortes, seus pontos fracos e suas nuances.

Por exemplo, fotos do Instagram são lindas e funcionam quando postadas no Facebook, mas ficam uma coisa horrorosa quando usadas no Twitter. Hashtags só são usadas com sucesso no Twitter, mas não me deixe ver você colocando jogos da velha sem sentido no meu feed de Facebook.

Mais do que casar suas contas do Facebook & Twitter  (possivelmente o pior crime de redes sociais que há) e postar as mesmas coisas várias vezes, aprenda as diferenças entre as plataformas para poder capitalizar suas forças. Há muitas, muitas características únicas das plataformas e ter um entendimento pleno delas pode aumentar a força & recepção do seu conteúdo (sinta-se à vontade para falar comigo no  Twitter para uma produçãozinha quanto a isso).

Bom, acho que já digitei o suficiente por um dia, então agora passo o microfone para você – sinta-se livre para entrar em contato comigo sobre o que achou e dar mais dos seus pecados mortais de Facebook & Twitter nos comentários aqui embaixo!

Até a próxima, obrigado por ler e permaneça criativo

— Nic

Sobre o autor: Nic é diretor e fundador da Jaden Social, uma agência de marketing digital baseada em Sydney, Austrália. Se você quiser ouvir mais do Nic, ele tem um blog no site Jaden Social, dedicado a ajudar músicos a divulgar sua música de graça nas redes sociais.

Conecte-se com o Nic:
http://www.twitter.com/nicjrobertson

 

6 Comentários

  1. nellycristine@hotmail.com'
    by Nelly Marinho on março 11, 2014  15:14 Responder

    Revendo conceitos em 3, 2, 1...rsrs...falando sério agora, seu texto é absurdamente esclarecedor!! Parabéns!!

  2. gabrielsittes@gmial.com'
    by Gabriel Site on março 17, 2014  02:31 Responder

    Muito boa as dicas! sao ciosa pequenas e valiosas no final das contas para ter um bom marketing e usar de forma mais util as redes sociais que hoje acabam ficando tao futeis com os exageros de opstagens sem conteudo interessante e inteligente!

  3. laudacosta@gmail.com'
    by Lau da Costa on março 27, 2014  19:22 Responder

    Bem... Acho que seu intuito e ganhar dinheiro em cima de nossa arte, não vejo isso como errado, mas dar soluções para o sucesso, é um pouco exagerado, e pouco humilde. Não sei como você me encontrou, mais não existe formula de sucesso, e até agora não vi nenhum dos que você atende fazer sucesso, estourar, ser o bam bam bam da internet, se você sabe tanto porque não faz sucesso com a sua música ??? Desculpe-me a franqueza, mas não gostei das suas possíveis soluções... Forte abraço do Lau....

    • by Marcos Chomen on março 27, 2014  21:01 Responder

      Opa Lau. Nosso intenção é de ajudar e dar dicas aos artistas e não ditar regras. Estamos desde 1999 no mercado com mais de 350.000 artistas que utilizam nossos serviço, alguns fizeram muito sucesso e outros não (depende também o que chamamos de sucesso certo?). Nosso blog Brasil segue a idéia de nosso blog internacional http://diymusician.cdbaby.com/ voltado para artistas independentes na filosofia de DIY (Do It Yourself - Faça voce mesmo). Nos baseamos nas idéias dos próprios artistas, produtores, promotores, enfim, todos que estão envolvidos com música. É claro que você pode discordar de algumas dicas, e isso é muito bom, não somos donos da verdade (álias ninguém é). Comente, critique e vamos enriquecer a conteúdo. Nossa história é baseada em artistas independentes e como disse trocamos experiências pois o mundo gira e muda a todo momento!

  4. giltonbello@uol.com.br'
    by Ramon Bello on junho 18, 2014  02:18 Responder

    Muito boas as dicas, só espero me lembrar delas sempre que eu for postar alguma coisa nas minhas páginas!
    Abraços!

  5. novelvo@gmail.com'
    by Nico Cardenas on setembro 14, 2017  13:27 Responder

    Gostei muito das dicas, muitas por sinal são minha cara, rsos.

Comente

Seus email não será publicado.