O treino bolado de 9 minutos para compositores

Em 9 minutos você ouve 2 músicas. Ou faz 3 exercícios para escrever músicas melhores. Vem, aqui, vamos mudar sua vida profissional.

O treino bolado de 9 minutos para compositoresEsses três exercícios de composição servem para te colocar no estado de escrever sem pensar a respeito.

Suas melhores ideias vêm do seu subconsciente—e você pode aprender o caminho até ele, com algum treino.

Lembre-se de fazer esses exercícios rapidamente, gastando cerca de três minutos com cada um deles, um em seguida do outro. Eu programo o cronômetro do meu iPhone. Não fique julgando ou questionando NADA que colocar no papel. Isso aqui não é um teste! O único intuito de fazer isso é treinar seu pensamento criativo, para que ele responda quando comandado.

Eu descobri que escrever com caneta e papel me ajuda, em vez de digitar. Muitos estudos mostram que seu cérebro reage de maneira diferente quando você está escrevendo, e não digitando.

Tá com papel e caneta? Ajustou o cronômetro? Ok, vamos nessa!

1. Escreva todo e qualquer nome de música que vier à cabeça, sem se censurar.

Trabalhe rápido. Deixe os títulos jorrarem. Sem julgar. Vá aonde seus pensamentos te levarem. PS: esses títulos têm de ser novos, não para canções que já existam!

2. Escolha um dos seus títulos para fazer um jogo de associação de palavras.

Escreva toda palavra e frase que tenha alguma ligação com seu título. Não pense! É para trabalhar o mais rápido que você conseguir. Isso vai libertar seu inconsciente.

Aqui vai um exemplo de como eu brinquei com livre associação para escrever os hits de Darius Rucker que chegaram ao número um da parada:

Nome: ”Don’t Think I Don’t Think About It” (Não pense que eu não penso nisso)

Associações: arrependimento, sentindo sua falta, o que poderia ter sido, o que deveria ter sido, más escolhas, erros, eu apareço nos seus pensamentos, olhar para trás, espelho retrovisor, onde você está hoje?

3. Escolha uma palavra do seu nome e vá brincando de forca com ela, para achar rimas.

Escreva o máximo de rimas que conseguir

Por exemplo: Meu nome  é “Don’t Think I Don’t Think About It”, então preciso rimar a palavra “it.”

Vá passando letra por letra do alfabeto, e colocando uma consoante no começo da palavra. B-it, F-it, Gr-it, H-it, S-it, W-it, etc. Nem todas as letras vão se encaixar, então passe rápido para a próxima. Hoje, há menos ênfase em rimas perfeitas, então não tenha medo de ir buscar uma rima num fonema mais longe, como: D-itch, W-itch, S-witch.

Na música que eu usei como exemplo, eu escolhi usar a palavra “regret” (arrependimento) como uma rima para “it” (isso).  O significado da palavra, junto com o jeito como o Darius a entregava, fez com que funcionasse lindamente. Esse exercício vai fortalecer sua habilidade para rimas, para que vire uma coisa natural. Seu objetivo é passar menos tempo “pensando” em rimas, enquanto estiver escrevendo.

Parabéns, você conseguiu! Agora repita isso diariamente! E siga escrevendo!


O treino bolado de 9 minutos para compositoresClay Mills já escreveu 16 hits premiados pela ASCAP, associação de compositores dos EUA. Ele também produz e toca suas músicas. Suas canções foram gravadas por artistas como Lady Antebellum, Darius Rucker, Babyface, Reba McEntire e Kimberly Locke. Ele foi indicado duas vezes ao Grammy, por “Beautiful Mess”, gravado por Diamond Rio, e “Heaven Heartache”, por Trisha Yearwood. Siga ele em: SongTown.com, claymills.com, e Facebook.


Ganhe Dinheiro Guide

3 Comentários

  1. gabriel_fonseca@live.com'
    by Gabriel on dezembro 5, 2016  07:02 Responder

    A última palavra do meu tipo é lado, eu iria substituir o (L) por outra consoantes?

  2. jwmatieli@gmail.com'
    by Zeff on dezembro 19, 2016  13:17 Responder

    Parabéns pela publicação,

    Gostaria de saber a fonte, de onde vocês tiraram este exercício, ou, onde posso encontrar mais exercícios como este?

    Muito obrigado por sempre proporcionar o crescimento dos músicos!

    Grande abraço!

    • by Paula Humphries on dezembro 28, 2016  21:56 Responder

      Zeff, o artigo foi uma colaboração do Clay Mills. Você pode segui-lo em: SongTown.com, claymills.com, e Facebook.
      Obrigada pelo comentário! Abração

Comente

Seus email não será publicado.