O segredo para um ‘crowdfunding’ de sucesso

Seu fã é seu chefe. De verdade: saiba como fazer crowdfunding e conseguir dinheiro para bancar seus projetos, no blog CD Baby

crowdfunding-1Eu sei o quanto é legal ouvir um segredo,  então eu vou direto ao ponto e depois contar mais algumas coisinhas.

O segredo para um ‘crowdfunding’ de sucesso é perspectiva. “Mas que perspectiva?”, você pode se perguntar. Bem, aqui está a chave:

‘Crowdfunding’ não é caridade. ‘Crowdfunding’ é pré-venda.

Simples, não?

Quando o conceito de ‘crowdfunding’ foi cunhado, era apresentado como um jeito de pessoas sem dinheiro levantarem verbas para completarem seus projetos. Não me leve a mal, ainda serve para isso. Mas você não tem de ser um durango para usar o ‘crowdfunding’. Portanto, você não deveria agir sob a perspectiva de que se trata de caridade.

Não cometa esses erros com ‘crowdfunding’

Aqui vão umas arapucas comuns de ‘crowdfunding’ que eu gostaria que você soubesse de cor, para não cair nelas.

1. Colocar o ‘crowdfunding’ antes de angariar fãs: Ainda que esse tipo de vaquinha sempre envolva um grau de novidade, você vai acabar bem decepcionado se lançar uma campanha sem ter fãs para te apoiar.

2. Comprar seguidores: Só porque você os comprou, não quer dizer que eles vão comprar sua ideia titica. Você não precisa de uma gigante horda de fãs para ter uma campanha bem-sucedida; você só precisa de um grupo de fãs leais e ativos, do tipo que se conquista um por vez e com quem se mantém contato sempre.

3. Não conseguir dar uma experiência aos seus fãs: Você não está só vendendo downloads e camisetas. Você está incluindo seus fãs numa jornada criativa. Mais disso no próximo tópico…

4. Problemas com cumprir o prometido: Certifique-se de ter todas as informações de que precisa para na hora de entregar as prendas, prêmios e obrigados exclusivos que está oferecendo como contra-partida. Uma das informações mais negligenciadas é o tamanho das camisetas. Mas também lembre-se de não oferecer um show caseiro para um fã da Tailândia se você não vai conseguir ir para lá tocar.

5. Desaparecer uma vez que a campanha acabou: Há geralmente uma brecha de tempo entre terminar de coletar o dinheiro de que precisava e entregar o produto final. Não deixe seus fãs esperando como se fossem um adolescente esperando para ser tirado para dançar.Eles gastaram muito dinheiro. Mostre para eles que você ainda vai levá-los para essa festa. Mantenha-os informados do progresso do seu trabalho.

Dê a seus fãs o que eles querem

Se você quer mesmo tirar o maior proveito da sua carreira musical e criar uma relação duradoura com os fãs, você tem de dar a eles o que eles querem. E o que eles querem? É fácil de saber. Pense em alguém que você admire. O que você quereria deles? Aqui vão alguns exemplos:

Fãs querem particiar do processo criativo. Eles querem fotos e histórias do estúdio. Eles querem votar na capa do CD. Eles querem ver seus nomes nos créditos.

Fãs querem compartilhar informações exclusivas suas. E quando eles fizerem isso nas redes sociais, gerará mais movimento para seu site;

Fãs querem versões acústicas dos seus maiores sucessos E quando você tocar essas versões ao vivo, é um ótimo momento para informar que é possível baixar essas versões na internet, no site do seu projeto.

Fãs querem mais opções, além do seu álbum. Eles querem testes de arte do CD,  CDs assinados, discos de vinil, partituras ou letras que você escreveu à mão, shows particulares e todos os produtos que não podem ser comprados pelo consumidor normal.Você é uma pessoa criativa. Esta é uma oportunidade para misturar seu lado criativo com o de empresário.

O que você sai ganhando

Você está fazendo um álbum para pessoas que já o compraram. Desse jeito, você não precisa vender seu peixe. E todos nós sabemos que um artista é mais bacana quando é artista do que quando é vendedor.

Você tem muito mais a oferecer do que um disco que cobra R$ 12 para baixar. Isso aumenta suas chances de renda e muito.

Mesmo depois de a campanha ter terminado há tempos, a cada vez que um fã ouvir sua música, vai se lembrar da experiência que dividiu com você. É assim que se transforma fãs em superfãs.

E, por fim, não é a sensação de maior liberdade do mundo poder ir para o estúdio sabendo que os custos estão pagos e que você só tem de se preocupar com a música? Isso vale para músicos em todos os estágios da carreira, e famosos ou anônimos!

Números bacanas de Benji Rogers, do site PledgeMusic

Bom, toda vez que eu escrevo um texto sobre crowdfunding, as pessoas me perguntam que serviço usar para levantar fundos on-line. Então, como o título aí de cima deixa perceber, eu vou dar o selo de qualidade da família Schwilly para o PledgeMusic.

Não só essa plataforma foi construída por músicos e para músicos, mas também Benji e sua equipe excelente estarão à disposição para te ajudar a cada passo do caminho. Eu nunca tive de esperar mais de algumas horas para eles responderem um e-mail. E eu nunca vi uma taxa de sucesso tão alta para campanhas. Então eu gostaria de compartilhar com vocês algumas estatísticas divertidas e úteis que peguei com o fundador dessa plataforma:

* 22% do trâfego no PledgeMusic vem de fãs compartilhando posts de campanhas.

* 75% dos apoiadores doam para uma banda sem a conhecer pessoalmente. Eles são os fãs que recebem seus e-mails, são fãs no Facebook, seguidores do Twitter etc.

* O oferecimento médio é de  US$ 55 a US$70.

* 37% das doações ultrapassa US$ 250.

* 37% da renda vem depois do período de 30 a 60, delimitado por outras plataformas como o máximo.

* PledgeMusic divulga uma taxa de sucesso de campanhas de 86%.

* Em geral, é preciso fazer 17 posts sobre a campanha e seu trabalho para alcançar a meta.

Eu não recebo nada para endossar o PledgeMusic, então me permitam terminar dizendo que, não importa qual a plataforma escolhida para a fazer a campanha, fazer ‘crowd. So GO GET YOURS!

 

Carlos Castillo é estrategista de marketing musical,  recordista em shows ao vivo, tocador de bateria e capitão da Schwilly Family. Ele pode ser encontrado em SchwillyFamilyMusicians.Com, twittado em @CaptainSchwilly, ou no e-mail Carlos@SchwillyFamilyMusicians.Com.

Ganhe Dinheiro Guide

 

2 Comentários

  1. Clementejr.c5@gmail.com'
    by Clemente on outubro 31, 2014  13:56 Responder

    Querido, lindas informações!
    Como faço pra usar a Pledge morando no Brasil? Como eles vão poder me pagar e como funcionária a parte dos impostos no brasil?
    Abá!

    • by Marcos Chomen on novembro 4, 2014  14:14 Responder

      Clemente, voce tem que entrar em contato diretamente com o pessoal da Pledge. Existem vários crowdfundings no Brasil. Voce já conversou com eles?
      Abs,

Comente

Seus email não será publicado.