O que é uma entidade de arrecadação e distribuição de direitos autorais?

Cada vez que alguém toca uma música sua, uns tostões deveriam cair no seu bolso. E quem cuida disso? Tem um monte de siglas tipo Ecad, ABRAMUS e AMAR. Mas eles bastam? Vem saber no blog CD Baby

Screen Shot 2014-03-25 at 4.29.17 PMpor Chris Robley

Uma entidade de arrecadação e distribuição de direitos autorais (ou P.R.O., Performing Rights Organization, em inglês) ajuda compositores e publicadores a receber pelo uso de sua música coletando uma das mais importantes fontes de renda: royalties de performance ou de uso.

No papel de compositor, músico ou letrista, você tem direito a o que chamamos de “royalty de performance” a cada vez que sua música é tocada no rádio (em estações que emitem por terra, satélite ou pela internet), usadas em programas de TV ou comerciais, ou tocadas ao vivo em casas de show.

Esses royalties de performance são pagos por emissoras de rádio, casas de show e redes de TV a  entidades de arrecadação e distribuição de direitos autorais como a ABRAMUS, a AMAR, a ASSIM, a SBACEM, a SICAM, a SOCINPRO, a UBC  e o Ecad, no Brasil, que depois distribuem o dinheiro aos compositores filiados. Nos EUA, há: ASCAP, BMI, SESAC, e SOCAN (no Canadá).

Para uma lista completa de organizações de arrecadação e distribuição de direitos autorais, clique AQUI.

As entidades de arrecadação e distribuição de direitos autorais coletam:

* royalties de performance para publicadores e compositores

As entidades de arrecadação e distribuição de direitos autorais NÃO coletam:

* royalties mecânicos

* taxas de sincronização

* royalties de performances digitais, associados com a criação de uma gravação master (paga pela SoundExchange aos selos, gravadoras, a quem toca nas sessões etc.)

 

Ganhe Dinheiro Guide

 

 

 

Comente

Seus email não será publicado.