O jeito como você se veste no palco importa?

As pessoas vão te ouvir melhor se te verem diferente, com uma roupa ousada? O SomosMúsica bota na roda a discussão: figurino ajuda a construir o artista ou só serve como motivo de piada?

O jeito como você se veste no palco importa?Por Chris Robley

Admito, eu não sou o melhor exemplo de alguém que se vista com dramaticidade. Eu costumo usar na palco roupas que são levemente mais extravagantes do que as que eu usaria no dia a dia, o que — eu te garanto — não é o melhor ponto de partida.

Então, quando chega a hora de me aprontar para um show, eu geralmente cato um casaco confortável, talvez um chapéu chique e, uma vez ou duas por ano, deixo alguém me passar um lápis de olho (ah, a mágica e o elã!). Nada de roupas estilo Lady Gaga, tipo um vestido de carne, ou uma fantasia de cisne, como a da Bjork, no meu mundo musical.

Mas eu sempre admirei artistas que tinham a ousadia e a auto-confiança para montar um guarda-roupa impactante só para shows. Jaquetas de cowboy bordadas com paetês. Roupas de técnico da Eletropaulo. Macacões de lamê. Roupas camufladas e coturnos. O vestido de cisne e a roupa de carne que eu mencionei acima.

Aquilo que o artista VESTE no palco muda COMO ouvimos sua música?

O que você acha? Preocupações com a moda trazem mais atenção ou mais distração da música? Figurinos ou fantasias fazem músicos parecerem melhores do que são ou só bobões pretenciosos?

Como as bandas deveriam pensar em figurino para seus shows?

Você prefere usar a tática casual (digamos camisas de flanela para grunges da década de 1990), ou você prefere ir com tudo (maquiagem como a do KISS makeup, roupa de palhaço ou fantasia de tirloês)?

Se você se “vestir de menos” corre o risco de ser ignorado?

Divida suas opiniões com a gente na seção de comentários, aqui embaixo.

[ hana-code-insert ] '29 4 29' is not found

Ganhe Dinheiro Guide

 

8 Comentários

  1. felipexen517@hotmail.com'
    by Felipe Silva dos Santos on fevereiro 18, 2016  12:17 Responder

    Eu acho que depende muito do som do artista/banda. Eu penso que as ideias estéticas e musicas tem de estar em perfeita sintonia, comunicar a mesma mensagem. Pode ser que vestir uma roupa mais simples, porém nova combine com algo mais próximo ao pop rock, pop, etc. Em contrapartida se você tiver um som específicamente pesado ou conceitual pode ser que combine você usar maquiagem, como no caso citado do Kiss. É claro que ainda há a terceira via em que se cria uma imagem que nunca se viu e ficará associada a um artista/período/gênero específico. O que eu acho que nunca deveria acontecer é o conceito estético chamar mais atenção, ser mais importante ou mais interessante do que a própria música em si.

    • lisboa.franklin@gmail.com'
      by Franklin on fevereiro 27, 2016  15:14 Responder

      Concordo muito com o que vc disse e um exemplo notável de quando o visual cria uma expectativa que o som da banda não acompanha é o caso do Ghost B.C. que fazem uma suposta "Missa negra" e blablabla daí a expectativa é um som Slayer e a realidade é "Cai Cai balão".

  2. rwalladares@yahoo.com.br'
    by roberto on fevereiro 18, 2016  16:50 Responder

    Creio que é um elemento que ajuda a compor a identidade do artista. Lógico que o mais importante em termos de avaliação do artista é o som que ele produz, mas não se pode menosprezar o visual. Entendo que o visual é mais importante na medida em que o artista usa a expressão corporal como ferramenta/extensão do seu som.

  3. isaacrsilva@gmail.com'
    by Zack on fevereiro 22, 2016  19:18 Responder

    Realmente depende do estilo. No meu caso, como sou amante 80's e tenho a pegada hard e heavy, eu procuro subir no palco com um leve visu (Calça apertada, bandana, tênis cano alto branco etc) , nada muito extravagante, pois ai ficaria muito descontável, fora que a parte mais importante mesmo é a sua presença musical e a performa.

  4. eneolage1@gmail.com'
    by Eneo Lage on fevereiro 24, 2016  19:36 Responder

    Acredito que um artista deve pensar na arte como um todo. A estética faz parte da arte, música, figurino, capaz de disco, trejeitos vocais ou musicais fazem parte da arte que ele vende.
    Acho que é preciso haver uma identificação. Um exemplo claro disso é Chico Science, que conseguiu deixar um legado na musica e por meio de seu estilo também. Arte é diversão, subversão, ideia e mensagem.

  5. marlyfe@live.com'
    by Marly on fevereiro 29, 2016  14:06 Responder

    Sempre uso o bom censo, me apronto de acordo com a ocasião, não menosprezando o público claro, mas o local da apresentação conta muito. Volto a dizer o púbico terá sempre o melhor de mim independente da roupa que visto, porém sem desleixo.

  6. ddcompare@yahoo.com'
    by Doug on março 12, 2016  17:36 Responder

    sim, os artistas influenciam seus fãs até na moda.
    eu acho muito legal. a arte não tem limite.

Comente

Seus email não será publicado.