A lista de tarefas de Spotify para músicos independentes

10 passos para conseguir o maior número de fãs (e de dinheiro) no Spotify: um guia prático pra caramba

A lista de tarefas de Spotify para músicos independentesPor Chris Robley

O Spotify tem planos grandes para concretizar-se como o líder global de streaming de música, e muitos dos seus esforços para ganhar a “guerra do streaming” contra Pandora, Apple e Amazon envolvem seduzir os próprios artistas, gravadoras e empresários que se mostraram reticentes com o que podem ganhar com esse serviço.

O Spotify oferece uma quantidade de dados inédita sobre seus ouvintes (quero dizer, a loja de discos nunca ia te contar quem tinha comprado seu som lá), e desenvolve ferramentas que ajudam os músicos a se conectar diretamente com os fãs na plataforma. O Spotify está tentando se colocar  no lugar de plataforma INDISPENSÁVEL para ganhar dinheiro com streaming.

John Paul Titlow escreveu sobre essa tentativa do Spotify de abraçar as necessidades dos artistas neste artigo da Fast Company. É um textão em inglês, mas vale a pena, e dá uma noção das oportunidades que artistas independentes podem ter com o Spotify, se a empresa achar um jeito de oferecer as vantagens que hoje em dia só estão disponíveis para artistas famosos.

No ano passado eu escrevi muito sobre o Spotify, e como — se você tiver 100% dos seus direitos autorais e as gravações masters do seu som— um único uso de música sua numa playlist famosa do Spotify pode gerar um bom dinheiro. Hoje, com o streaming representado mais de 50% da renda do mercado fonográfico, e ter levado esse mercado ao maior crescimento em 20 anos, isso é mais verdade do que nunca. O Spotify PODE ser uma fonte de renda para músicos que saibam o que estão fazendo. Por exemplo, Tycho, a banda liderada por Scott Hansen, hoje recebe 53% da sua renda só do Spotify.

Você está fazendo tudo o que pode para aproveitar o Spotify? Aqui vai uma listinha, para você ter certeza.

10 passos para aproveitar o Spotify ao máximo

1. Coloque sua música no Spotify (e em todos os outros lugares)

Primeiro passo óbvio: sua música precisa estar no Spotify! E também deveria estar disponível na Apple, Amazon, no Google, Pandora e todos os demais. Porque, se você for bem-sucedido em uma plataforma, faz sentido que sua música passe a fazer mais sucesso nas outras também. Além do mais, você não quer limitar quando e onde alguém vai poder ouvir o seu som. Você precisa estar em todos os lugares. A CD Baby faz isso com facilidade, sem cobrar taxas anuais.

2. Seja digno de assunto (para criar interesse da imprensa e de playlists)

Você precisa fazer barulho, pra que a equipe editorial do Spotify note sua música. Pode fazer isso contratando um relações-públicas. Pode também só fazer uma coisa incrível, que vá ser assunto de blogs sem você nem precisar oferecer. Essa coisa incrível pode ser uma grande turnê, um videoclipe incrível, ou qualquer outra coisa que chame a atenção, leve os ouvintes da plataforma a ouvirem sua música e aumente sua presença no Spotify.

3. Vire um artista verificado no Spotify

Depois que você for um artista verificado no Spotify, você pode customizar sua página de artista, divulgar suas playlists e acessar dados analíticos do consumo da sua música (ainda que uma versão mais completa destes dados esteja disponível diariamente nos “Trending Reports”  do seu painel de controle da CD Baby). Olha como virar um artista verificado.

4. Crie suas próprias playlists

Para dar uma azeitada no algoritmo do Spotify, que está sempre em busca de músicas que estão ganhando projeção na plataforma, você pode criar um currículo do seu som em playlists criando suas próprias playlists temáticas (e colocando uma música sua em cada playlist).

5. Dê um toque nos fãs e nos amigos

Às vezes, vale a pena explicar para o seu público como e porque suas ações são importantes.

Diga pra eles como é importante te seguirem no Spotify (vão aumentar suas chances de ter músicas usadas em playlists customizadas), ou como o maior presente que eles poderiam te dar é adicionar uma das suas músicas nas suas próprias playlists (que é o fator que o Spotify leva mais em conta na hora de decidir quais músicas merecem mais atenção).

6. Tente entrar em playlists maiores

Essa é, é claro, a chave de ouro que todos querem. Mas não é impossível. Tem uma estratégia que você pode seguir para aumentar as suas chances de ser notado por um curador de playlist.Há também serviços de divulgação de streaming como o Streaming Promotions (eu amo o nome, tão simples) que você pode contratar para tentar emplacar sua música mais recente em playlists..

7. Divulgue seu sucesso no Spotify para o seu público

Se uma música sua entrou numa playlist, compartilhe as boas novas. É claro que o curador colocou sua música na playlist porque a adora (espero), mas ele também podia contar com a sua ajuda para ganhar MAIS audiência. Conte pra todo mundo. Agradeça. Não perca o contato.

8. Use os dados

O Spotify realmente entrega aos artistas uma riqueza de dados e informações sobre os hábitos dos ouvintes, de onde eles são, suas idades e mais. Você pode usar esses dados diariamente, para medir a eficiência das suas ações de marketing, tomar atitudes baseado no perfil REAL da sua audiência e descobrir onde está a maior demanda pela sua música— o que te ajuda a planeja melhor turnês, mandar mensagens customizadas e criar produtos específicos para cada região.

9. Lance (menos música) com mais frequência

Primeiro de tudo, os hábitos de consumo de som das pessoas mudaram dramaticamente nos últimos 20 anos. As playlists viraram o método padrão de organizar músicas. Então por que colocar todo o seu esforço em fazer uma obra-prima de 10 músicas, quando metade dos seus ouvintes só vai ouvir a primeira música numa sentada?  Em vez disso, espalhe o lançamento desses dez músicas numa série de lançamentos de singles, ou vários EPs mais curtos.

O segundo motivo para fazer isso é porque dá para o Spotify a oportunidade de avisar os seus ouvintes, mandando um e-mail sobre o seu novo lançamento ou inserindo sua música nova numa das playlists customizadas, como Discover Weekly e Release Radar.

10. Fique faminto por mais ferramentas, mais dinheiro e melhor acesso

Ser bem-sucedido no Spotify não significa que você vai ter de passar um pano para um serviço que pode melhorar. Mantenha-se informado, para poder usufruir das novas ferramentas do Spotify quando elas estiverem disponíveis; mantenha-se ativo na discussão sobre a taxa de royalties, e defenda os seus direitos; e manifeste-se, dizendo ao Spotify que é importante continuar compartilhando os dados dos seus usuários.

Bom, essa foi uma lista para principiantes no Spotify. Você tem algum item a acrescentar? Dá um alô na seção de comentários.

Ganhe Dinheiro Guide

2 Comentários

  1. daisyfreitas@uol.com.br'
    by Daisy Freitas on outubro 25, 2017  23:11 Responder

    Boa noite.
    tenho um compositor de bossa nova fazendo sucesso no Japão.
    Porque la conseguiu o sucesso e aqui NO BRASIL não foi conhecido.
    não entendo gostaria que alguém me ajudasse a entender

    • by Paula Humphries on novembro 6, 2017  19:28 Responder

      É difícil "entender" quando isso acontece, Daisy, especialmente sem ter conhecimento de fatos que possam ter contribuído para esse artista ter sido "descoberto" no Japão e não no Brasil. Mas a questão é que em geral a indústria musical desenvolve de maneira diferente em cada território e está em diferentes, vamos dizer, "fases de crescimento" em um país comparado a outro. Pode ser que em um local o mercado desse gênero já esteja saturado, enquanto em outros lugares há muito espaço para artistas emergentes. Independente desse ser o caso do seu artista ou não, com as plataformas digitais e redes sociais tendo um papel importantíssimo nas carreiras de músicos independentes, você precisa garantir que seu artista está em todos os sites populares para que seja descoberto localmente no Brasil, ao mesmo tempo que isso está se desenvolvendo em outras regiões e uma coisa ajuda a outra. Por exemplo, se ele já está naturalmente ganhando muitos seguidores no Spotify do Japão, isso ajudará a popularidade dele como artista em geral nessa plataforma e fará com que o algoritmo do Spotify recomende ele a outros ouvintes e toque mais vezes as músicas dele em rádios e listas criadas por usuários ou curadores. Em geral, ter uma base de seguidores em qualquer lugar é um ótimo lugar para se começar.

      Obrigada pelo comentário! :D

      Obrigada pelo comentário! :D

Comente

Seus email não será publicado.