Gerenciando seus direitos autorais no YouTube: “A Anatomia de Um Requerimento”

Já parou pra pensar como o YouTube faz pra gerenciar os direitos autorais de BILHÕES de vídeos? É mais simples do que você pensa: a gente mostra como (e como avisar essa plataforma que um vídeo é seu)

Saiba como mostrar pro YouTube que um vídeo é seu (e o que ele faz com essa informação)Por Nicholas Salomone

Eu vou ser ousado e presumir que você  sabe que há dinheiro a se ganhar no YouTube. E que essa plataforma respeita a liberdade individual enquanto garante ao seus usuários os direitos autorais daquilo que produzem.

Mas você sabia que esse sistema que assegura a expressão individual, dentro das leis de direitos autorais, é baseado nos mecanismos mais simples? Quase todo centavo dos bilhões de dólares gerados com publicidade no YouTube por ano existe por causa de uma coisa: The Claim, ou Um Requerimento.

O que é um requerimento de YouTube?

É um conceito simples: Os direitos podem ser pedidos se conteúdo com direito autoral for identificado e ligado a seu respectivo dono. É exatamente isso que é um requerimento: uma ligação.

Um requerimento é a ligação entre um vídeo e um asset particular, com direitos autorais registrados. E a função de um requerimento é ligar o dono à propriedade dele, para assegurar a propriedade dele e poder colocar em prática as ações (monetarização, localização, block) ao vídeo que está ligado a seu dono.

Um ‘claim’ é formado por três partes:

  1. O Vídeo
  2. O Asset
  3. A Referência

O Vídeo

Um vídeo no YouTube é um arquivo digital que tem um ou dois tipos de conteúdo: publicado por parceiros e gerado por usuários.

Conteúdo publicado por parceiros são vídeos que são colocados em um canal de YouTube que é seu. Seu requerimento de autoria do vídeo será feito quando você for fazer o upload e concordar com as políticas de uso dele.

Conteúdo gerado por usuários (também conhecido como UGC) são vídeos que outras pessoas adicionaram a seus canais. Quando um vídeo tem conteúdo de sua propriedade (e isso é constatado porque o Content ID combina com o seu, ou você fez um requerimento manual), você pediu o reconhecimento de propriedade desse conteúdo e, se reconhecido, a ele foi aplicada uma  política de afinidade. Essa política vai determinar quando e onde esse vídeo estará disponível no YouTube.

O Asset

Um asset  é algo que o criador do conteúdo dá ao YouTube para o gerenciamento dos seus direitos. Os assets não são os vídeos do YouTube; eles contêm informações ligadas à propriedade intelectual, o que inclui metadados (como o nome da música, o do artista, o do álbum e a ISRC, um código único que funciona como o RG da sua gravação), informações da propriedade, requerimentos, políticas de uso, e um arquivo de referência (a gente vai falar disso em um segundinho).

Há vários tipos de assets:

Gravação Sonora — Uma Sound Recording, ou gravação sonora, é um asset que representa um som, e tem metadados, como o código ISRC, nome do artista e do álbum. Nessa gravação, há um ou mais assets de Composition Share (veja abaixo o que é a cota de composição), e ele pode estar inserido num  asset de videoclipe.

Cota da Composição — Representa a parte da propriedade que o compositor tem numa  música.

Videoclipe — Representa o videoclipe oficial de uma gravação sonora.

Videoclipe com arte do álbum — Representa o vídeo de uma gravação sonora que não tem um videoclipe premium (por exemplo, pode mostrar só a capa do álbum enquanto a música toca).

Web — Representa outros tipos de conteúdo de vídeos, feitos para o YouTube, que não estão cobertos pelos outros tipos de asset.

Filme— Representa um filme.

Episódio Televisivo — Representa um episódio de uma série de TV.

Uma “policy”, ou uma ação, está contida dentro de cada asset, e funciona como uma regra de como  o dono quer que seu vídeo seja tratado pelo YouTube.

Como dono de um vídeo, você pode escolher se os usuários podem ver seu vídeo e se o YouTube vai mostrar anúncios nesse vídeo. Você diz como quer que o YouTube lide com esse vídeo colocando uma “policy”, ou um pedido de ação, nele..

Os tipos básicos de ações:

Monetarizar: Permite que usuários vejam o vídeo e mostra anúncios que geram uma renda para o dono dos assets.

Track, ou Mapear: Permite que usuários vejam o vídeo sem anúncios, mas recolhe  dados estatísticos sobre os views desse vídeo.

Block: essa ação vai bloquear usuários de verem seu vídeo no YouTube.

A Referência

Uma referência permite que um asset encontre seu conteúdo e peça sua propriedade, mesmo quando ele é usado por outros usuários. É um arquivo com o conteúdo do vídeo representado pelo asset. Então, se seu asset é uma gravação sonora, sua referência será o arquivo de áudio original.

Gerenciando seus direitos

O sistema do YouTube para gerenciar propriedade intelectual é formado por três componentes:

  1. O sistema de gerenciamento de direitos do YouTube identifica os donos e os administradores da propriedade intelectual e define que ações serão tomadas para assegurar o cumprimento dos seus direitos.
  2. Content ID, ou RG de Conteúdo, é um sistema que vai buscar nos vídeos do YouTube conteúdos que coincidam com a sua propriedade intelectual e fazer valer as ações que você determinou para o seu vídeo também nesses videos.
  3. YouTube vídeos são a representação pública (e opcional) da sua propriedade intelectual, disponível para todos os usuários do youtube.com.

Então, quando você for fazer upload de algo de sua propriedade intelectual no YouTube, ela será representada por esses três elementos: Asset, Referência e Vídeo. O asset se encontra no sistema de gerenciamento de direitos autorais, a referência é usada pelo sistema de Content ID para detectar vídeos com conteúdo seu, e o vídeo é a parte que contém sua propriedade intelectual no  youtube.com.

E o que liga essas três partes, na hora de fazer valer seus direitos autorais? O REQUERIMENTO.

Monetize sua música no YouTube  com a CD Baby, e leve seu canal de YouTube um nível adiante com a  Illustrated Sound, a rede de YouTube da CD Baby.

 

Ganhe Dinheiro Guide

 

Comente

Seus email não será publicado.