As dicas do TeraBrite para Músicos usarem o YouTube

Dupla de pop punk ganha mais de US$ 10 mil por mês com músicas no YouTube
Os artistas CD Baby TeraBrite construíram uma carreira criando um fluxo contínuo de videoclipes de Pop Punk e temas de abertura para vlogs

Por Chris Robley

images-1Dupla de pop punk ganha mais de US$ 10 mil por mês com músicas no YouTube

Os artistas CD Baby TeraBrite construíram uma carreira criando um fluxo contínuo de videoclipes de Pop Punk e temas de abertura para vlogs

Eles estão ganhando uma boa grana também YouTube— além de levantar mais dinheiro com vendas de mercadoria e de músicas, a partir de seus vídeos.

Então, como uma banda que se importa com vídeos e com capacidade de produzir rápido achoe seu público no YouTube? Pensei em perguntar para o TeraBrite…

Uma entrevista com TeraBrite sobre o papel do YouTube em sua carreira musical

1. Bom, vamos ouvir o essencial antes. Conte-nos sobre o TeraBrite. Como é seu som? De onde vocês são? Por que se juntaram para fazer música?

A gente  se chama de  “Banda de Dois Vivendo na Terra do YouTube”, porque só há dois de nós criando músicas que são de uma banda toda, e tudo o que fazemos terminar caindo no YouTube, de um jeito ou de outro.

Nossa banda é formada por minha namorada, Sabrina Abu-Obeid, e eu, DJ Monopoli. Somos de Melbourne, Flórida, e nos conhecemos por amigos em comum. Começamos a  sair e, é claro que o próximo passo do relacionamento era começar uma banda de duas pessoas no YouTube, certo? Falando sério, eu toco com bandas há anos e tinha uma faixa instrumental que compus sozinho e que precisava de vocais. Perguntei pra Sabrina se ela queria cantar, colocamos a faixa no MySpace, com um nome de banda que eu já tinha registrado, e assim nasceu o TeraBrite.

Nosso estilo musical está se desenvolvendo o tempo todo. Batalhamos para ter um som amplo, que mistura guitarras pesadas com música eletrônica, mas geralmente só vamos aonde a música nos leva, o que costuma ser alguma coisa na proximidade do Pop Punk ou do Pós-Hardcore. Nossa meta é fazer o que amamos (músicas e vídeos), divertir as pessoas, nos divertir e conseguir viver disso. Nós também queremos provar ao mundo que os tempos são outros, que a tecnologia é um aspecto muito importante de ser artista, e não é muito irreal achar que você pode basear sua carreira em tecnologia e se dar bem.

2. O que fez vocês quererem gastar tanta energia da banda com o YouTube?

A gente começou no Myspace em 2009, quando todas as outras bandas também o usavam como fonte primária de informação, e alguns até usavam como site. Só tínhamos uma música nessa época e não tínhamos muitos planos para o TeraBrite, era só farra. Nosso Myspace acabou tendo 20 mil amigos, mas ainda assim a página não era muito movimentada, não.

Comecei a assistir a vlogs  de outros YouTubers todos os dias. Até que um dia estava surfando no YouTube e tropecei num vlog de marido, mulher e seus filhos, chamado SHAYTARDS, que estava na página principal do YouTube. Fiquei viciado na hora e comecei a ver todos os dias. Eu sentia que, por alguma razão, precisava acompanhar a vida deles, e me fazia rir muito. No fim de cada um dos episódios, Shay Carl desafiava os espectadores a fazer um cover da música de abertura. Ele dizia que ia escolher um vídeo por dia para usar no começo do seu vlog. Vendo a audiência enorme dos SHAYTARDS, achei que se eu fizesse uma versão da música, o Shay nunca chegaria a vê-la. Achei que fosse se perder entre os milhares de vídeos. Entretanto, por alguma razão eu não conseguia tirar da minha cabeça o quanto seria demais ter a música que eu criei abrindo o vlog dos SHAYTARDS. Por causa disso, eu ataquei a missão imediatamente e fiz  o cover instrumental mais da gora que eu poderia bolar, naquela época, em poucas horas.

Convenci a Sabrina a cantar nele comigo e gravei o vídeo, usando um efeito que focava e desfocava no fundo atrás da gente. Bolei esse efeito na última hora. Pensei em colocá-lo também no nosso canal, já que tínhamos uns cem seguidores lá. O Shay acabou usando nosso vídeo literalmente umas duas horas depois que o subimos na rede. A gente pirou. Era o sentimento mais bacana do mundo rolar a barra de comentários e ver um monte de gente nos apoiando e falando bem da introdução que fizemos juntos. O número de pessoas que nos curtiam começou a crescer rápido e recebemos milhares de comentários e de mensagens pedindo para fazermos músicas de abertura para outros usuários de YouTube.

Fizemos uma outra para um canal chamado CTFxC, que tamém acabou usando nossa versão como tema de abertura. Depois de um tempo, tanto os SHAYTARDS quanto o CTFxC estavam usando a nossa versão do tema deles todos os dias. Pela primeira vez na vida, tínhamos milhares de fãs que interagiam com a gente. Não tardou muito para a gente perceber que o YouTube era “o” lugar para se estar, e que em breve teríamos de bolar mais vídeos. Logo depois que começamos a produzir conteúdo de verdade, descobrimos que dá para ganhar dinheiro fazendo vídeos para o YouTube. Essa ideia me pirou. A chance de pegar duas coisas que eu amo, juntar as duas e ganhar dinheiro com isso era com certeza uma ideia com a qual eu poderia viver tranquilamente.

3. O que vocês estão fazendo no YouTube que os diferenciam dos outros artistas? 

Ultimamente a gente tem feito muitos covers de músicas famosas e transformando eles em Pop Punk. Não há muitos YouTubers que fazem isso, de verdade. Entretanto, acho que o nosso diferencial é nossa ética de  trabalho. Conseguimos pegar uma música e transformá-la em poucas horas num vídeo de banda, completamente produzido e bem acabado. Surge bem naturalmente para nós, e o fato de a gente amar fazer isso torna o processo mais fluido.

4. Como vocês se relacionam com seus seguidores no YouTube? Como fazem eles irem além de assistir (comprar produtos, ir a shows, entrar na sua lista de e-mail etc.)?

O melhor jeito de se conectar com os espectadores é também ter um canal de vlog. TeraBrite é nosso canal principal, mas criamos um segundo canal chamado VleraBrite (vlogs diários do TeraBrite) onde simplesmente gravamos nossas vidas e cenas de bastidores da nossa carreira , de um jeito parecido que o SHAYTARDS e o CTFxC faziam. Descobrimos que subir um vídeo por dia faz com que os espectadores tenham um lugar para passar sempre e ver o que andamos fazendo. Há uma comunidade forte de espectadores por aí que têm a mesma necessidade de vídeos diários que eu tinha quando comecei a ver o SHAYTARDS.

O fato de a comunidade vlogueira ser tão dedicada faz que os vlogs sejam um espaço maravilhoso para informar as pessoas de o que estamos fazendo, as datas dos nossos shows e lançamentos etc. Também permite ter uma conexão muito mais íntima com os assinantes, já que está dando um pedaço da sua vida para eles. Há uma conexão ali que você não consegue de outro jeito, é demais.

5. Quanto dinheiro vocês estão ganhando no YouTube? 

Estamos ganhando mais de US$ 10 mil por mês (R$ 23 mil). Mas o poder do YouTube está na comunidade que ele agrega, e isso é sem dúvidas o jeito mais valioso para colocar nossa música e aumentar a venda de músicas e das mercadorias.

6. Vocês têm uma “estratégia” para criar vídeos para o YouTube?

Ultimamente, a gente só está indo com a corrente. Quando ouvimos uma música, gostamos dela e achamos que conseguimos “TeraBritizar” ela, vamos nessa. Quando pinta uma ideia de vídeo fazemos etc. Tentamos deixar tudo o que fazemos o mais relevante o possível, para manter o interesse por nós vivo.

7. Tiveram fracassos que serviram de lição no YouTube? Erros que tenham ensinado algo?

A única coisa que me vem à cabeça é negligenciar um pouco os uploads. Se você não sobe vídeos com constância, os assinantes tendem a ser menos ativos quando voltam.

8. Qual foi seu meior sucesso no YouTube, e por quê?

Não tenho certeza, de verdade não consigo escolher um grande sucesso. Depende de o que você considera um sucesso, então vou apontar alguns e você decide.

É óbvio que consideramos o tema de SHAYTARDS um sucesso, já que ele deu um salto na nossa carreira e nos colocou no YouTube. Agora, se o assunto é o vídeo mais visto, temos um que fizemos com o irmãozinho da Sabrina que é uma paródia do vídeo  “My First Hardcore Song” (Minha primeira música hardcore) e que já tem mais de 1,2 milhão de visualizações. Mas como isso não conta como uma música do TeraBrite, eu diria que o vídeo do TeraBrite mais visto é nosso cover de “Safe & Sound”, da Taylor Swift com os The Civil Wars.

Além disso, graças ao YouTube a gente comemorou o Dia dos Namorados com um jantar no programa do Conan, onde nos serviram um jantar do Taco Bell feito pelo Iron Chef (chef que tem um programa de TV nos EUA), e com o William Shatner tocando músicas românticas, and além de ouvir histórias contadas por Jack McBrayer. Foi uma das melhores experiências da nossa vida. Também ganhamos alguns concursos, tipo o NextUp, do YouTube, que nos levou para Nova York, para fazer um treinamento de uma semana no YouTube, além de US$ 35.000. Ganhamos também o concurso de curtas da Sprintm que deu US$ 25.000. Tudo isso ajudou muito a realizar nossos sonhos.

9. Alguns truques que possam compartilhar, para ajudar músicos que começaram agora a usar o YouTube? Quais são as coisinhas que fazem uma grande diferença para você?

Eu recomendaria, com certeza, que as pessoas gastassem mais tempo com as informações que vão com o vídeo (título, descrição, tags). Há tutoriais em todo lugar, inclusive no próprio YouTube, que explicam o que fazer e o que não fazer com títulos, tags e descrições. Algo que sempre faço é deixar as palavras mais importantes no começo do título, colocar links importantes no começo das descrições  e colocar o máximo de informação relevante que consigo na descrição.

Se você conseguir, certifique-se de que o thumbnail do seu vídeo (aquela imagem congelada que aparece representando ele) se destaque! Fotos com contraste alto e cores vibrantes são o caminho certo. E você também quer algo que não seja muito detalhado. A foto tem de manter o impacto quando vista de longe, funcionar tanto para um thumbnail pequenininho quanto para uma foto estourada.

Leia também o playbook do YouTube, com dicas de como usar. Aprendi isso tudo na prática, mas tenho certeza de que lá eles explicam também!

 ————

Você ganhou fãs pelo YouTube? Se sim, como foi? Conte para a gente na seção de comentários, aqui embaixo.

Baixe nosso guia GRÁTIS para ganhar dinheiro com sua música no YouTube:

Ganhe Dinheiro Guide

 

 

 

1 Comentário

  1. alo.arqitalo@gmail.com'
    by Ítalo Carlos on junho 24, 2015  19:28 Responder

    Que história inspiradora!

Comente

Seus email não será publicado.