Como vender o dobro de produtos da sua banda de um dia para o outro

O músico é antes de tudo um artista que vende: ideias, conceitos, emoções ou camisetas e CDs. O Chris Robley conta das dicas que dobraram suas vendas de produto de uma noite para outra. Vem saber

Como vender o dobro de produtos da sua banda de um dia para o outroPor Chris Robley

No mês passado, eu fiz uma série de sete noites de show em Portland, Oregon. Foi da hora. Uma maratona. Exaustivo. Animado. A cada noite eu tinha um artista convidado diferente, para tocar suas próprias músicas por uma hora, e eu faria versões acústicas das minhas músicas, e também com a banda completa.

A semana antes de eu viajar para fazer os shows, eu fui para a loja da Legião da Boa Vontade e algumas outras lojas de artesanato para fazer um novo display para as minhas mercadorias. Fazia tempo que eu fazia um esforço de verdade para vender as mercadorias ligadas a meu som.

Eu gostou do que eu consegui bolar dessa vez, porque pensei que era uma boa mistura de uma estrutura portátil (porque eu precisava que tudo coubesse numa maleta de mão) e com uma estrutura modular (para que cada ítem de mercadoria tivesse seu lugar próprio no display).

[A foto acima mostra como era minha estrutura da primeira vez que eu a montei na casa de shows.]

E então os shows começaram: Domingo à noite, segunda à noite, terça à noite…

Eu vendi alguns CDs, mas menos do que esperava.

Depois da minha apresentação na terça à noite, eu eu mencionei esse assunto com minha amiga Naomi, que toca na Moody Little Sister (a banda convidada da noite), que eu estava bolado com a minha venda de produtos.

Sem pensar duas vezes, ela atacou o problema como se fosse uma profissional. Sério, ela é tão eficiente que podia ter seu próprio programa de TV. Literalmente, em três ou quatro minutos, ela me ajudou a mudar as coisas de uma maneira que, na noite seguinte, eu estava vendendo o dobro de CDs do que tinha vendido nos primeiros shows. (Cê sabe, a gente ainda está falando sobre vendas modestas, mas o dobro é o dobro!)

Aí vão as dicas que a Naomi me deu…

1. O display de produtos precisa ficar mais para cima

Quando você entra em lojas grandes, seus olhos seus olhos são atraídos naturalmente para — sim, você adivinhou — o que estiver no nível dos seus olhos! Meu display de produtos estava meio escondidinho na altura da cintura, porque eu tinha colocado ele em cima da primeira mesa que encontrei na casa de shows.

A Naomi me empresou a mesa dobrável da sua banda, Moody Little Siste, pelo resto da semana. Essa ajudinha aumentou o tamanho do meu display. Mas isso também permitiu que eu espalhasse mais as mercadorias. Isso veio a calhar quando cheguei na dica número 2…

2. Foque em SÓ UM produto

De novo, pense nas ilhas de produtos das grandes magazines ou dos supermercados, e imagine; só há UM produto sendo mostrado (geralmente, em grandes quantidades). A mensagem é clara: é isso que queremos que você compre. Não olhe para outros lugares. Olha PARA CÁ! É simples.

Na minha estrutura original, eu tinha cinco álbuns diferentes à mostra. A Naomi sugeriu que eu só colocasse cinco cópias do meu CD mais recente em vez disso e achasse um outro lugar na (agora maior) mesa para meus álbuns mais antigos.

Isso não só frisa que meu álbum mais recente é minha prioridade, mas também poupa os fãs do constrangimento e de ter que ficar procurando uma mercadoria na frente de toda a plateia, enquanto o show ainda estiver rolando.

Focar em um projeto é uma call-to-action silenciosa, e, quanto mais clara for a mensagem, mais fácil será para os seus fãs te darem seu dinheiro.

3. Luzes brilhantes, dinheiro na mão

Eu tinha luzes. Mas elas eram luzinhas de Natal, um abajur de leitura e umas lampadinhas pequenas. Não eram o suficiente. Naomi me emprestou outro filete de luzes de Natal, mais fortes, e a gente as amarrou ao redor da área onde estava a placa com meu nome e meus CDs novos.

De novo, o esquema é focar os olhos no produto que é mais importante e também facilitar que seus fãs achem aquilo que eles queriam nessa casa de show escura.

4. Fale sobre o “sistema de honra”

A próxima sugestão da Naomi foi tão simples (mas brilhante) que eu não acreditei que não tinha feito daquilo um hábito ainda na hora de vender meus produtos. .Ela sugeriu que eu dissesse do palco que todo mundo estava convidado a comprar meus produtos no “sistema da honra”, pegando o que queriam e deixando o dinheiro na mesa. Eu tinha um jarro em cima da mesa, para as pessoas depositarem gorjeta, de qualquer jeito, então a grana podia ir lá!

Você não precisa esperar eu descer do palco. Você não tem que esperar a música acabar. Você não precisa nem esperar o refrão terminar. Se você curte esse som, ele está no meu novo álbum. E ele está ali, é só comprar. E que um raio lhe parta se você roubar um CD.

5. Fale mais dos seus produtos

A Naomi faz um ótimo trabalho propagandeando bem seus produtos, de um jeito que não parece oferecido, e ela me sugeriu algumas maneiras de aumentar o apelo dos meus produtos durante os shows:

* Tem o método “deixa eu explicar como o processo de gravação do meu último disco foi completamente diferente, eu estou pirando com ele, e os CDs estão disponíveis agora, se você quiser conferir como ficou”.

* Tem o método “essa música está no meu disco novo”.

* Tem o método “hoje em dia, o melhor jeito de apoiar a música que você ama é comprar produtos direto do artista, e minha mesinha está ali”.

* Tem o método “olha, gente, tem adesivos de graça na minha mesa de produtos e, enquanto você estiver por lá, dá uma olhada no meu disco novo”.

* Tem o método “eu estou tão feliz de voltar para Cleveland que eu desejo que todo mundo leve um pouco de música com eles, então estou fazendo uma promoção de CDs hoje — dois pelo preço de dois ou cinco pelo preço de três”.

Além do mais, há um monte de métodos criativos que você pode usar para levar os fãs a conferir seus produtos. E todos os acimas podem ser repetidos no correr de uma noite, com pequenas variações.

A gente já falou sobre algumas dessas dicas nesse blog, mas elas são tão boas quanto (e tão necessárias) que eu tive de ser relembrado delas durante uma turnê de uma semana, junto com uma porção de outras coisas: músicas dos anos 80, cantar mais de 2 horas por noite, se certificar de que todos os músicos estão confortáveis etc.

De qualquer jeito, se vocẽ quer mais dicas de como vender mais produtos no seu próximo show, confira “A Musician’s Guide to Merch” (Um Guia para Produtos de Músico, em inglês). Ah, e dá uma ouvida na música das Moody Little Sister também.

 

Comente

Seus email não será publicado.