Como saber se uma música sua está pronta para ser vendida?

Sabia que muito artista do calibre da Anitta compra música de gente desconhecida como você? E como saber se seu som presta para mandar para alguém que vá pagar por ele? A gente dá umas diquinhas aqui

Como lançar um álbum e fazer que as pessoas queiram COMPRÁ-LOPor Seth Caldwell

Acredite ou não, nem todos os artistas escrevem suas próprias canções. Por muitas razões, há uma porção de artistas que “colam” nas músicas de terceiros ou compram músicas de compositores que as oferecem.

Quando um artista “cola” na música de outra pessoa, isso significa que o compositor, o artista e a gravadora vão assinar um contrato que permite que o artista (ou a gravadora) licencie, grave e lance a canção, seja num álbum ou num single. O termo “vender” — às vezes chamado de “pitch”— é quando o compositor oferece sua música para um artista ou o empresário de um artista.

Se você está se perguntando se sua música está pronta para ser vendida para um artista, eis algumas perguntas que pode fazer para si mesmo.

Ela é “comercial?”

Primeiramente, a música precisa ter apelo comercial: isso significa que ela tem semelhanças com o que se ouve no rádio. Use as paradas de rádio e da Billboard (por exemplo os Top 40) para entender que tipo de música está pegando agora. Escrever uma música datada, mesmo de meses antes da tendência atual, vai diminuir bem suas chances de emplacar com um artista. Fique com o estilo que está na moda ou, ainda melhor, tente antecipar o próximo estilo.

Mantenha o foco da letra

Suas letras precisam de individualidade e de simetria, até o coração do conceito. Isso significa que a música tem de estar centrada em uma idéia simples. Os refrãos têm de apoiar o nome da música. Em cada estrofe que escrever, pergunte-se “Essa letra vai ao encontro do conceito da minha música, ou agrega valor a cada linha?”  O tipo de palavras e gírias que você for usar também tem que ser o da hora, ou parecido com os das paradas da Billboard.

O vocal é consistente e pegajoso?

Melodias vocais: Essa é complicada. É um pouco subjetivo dizer qual é o som de uma melodia vocal e comercial, porque há várias interpretações diferentes. A questão aqui é ter melodias “pegajosas” e você pode precisar  trabalhar com alguém que saiba escrever melodias pegajosas,  para entender como isso é feito.

A fita demo precisa se entregar

Por fim, mas não menos importante, o demo da música precisa ser forte o suficiente e representar bem a identidade comercial que você concebeu para a sua música. Um demo pobre ou mal gravado vai acabar com as suas chances de ser escolhido por um artista. Você não precisa ter um demo com produção profissional completa, mas eu aconselho a gravar um demo com um produtor faixa-preta; isso vai aumentar e muito suas chances de conseguir emplacar sua música com um artista. Se você não tiver a grana para ir por esse caminho, um demo bem gravado com piano, guitarra e voz já defende bem a canção. Mas sempre procure um profissional para te ajudar, se estiver com dúvidas.

Continue sempre melhorando suas capacidades de compositor. Diz-se que a prática leva à perfeição, e isso é verdade para compositores de música.

 

1 Comentário

  1. Bruxamc4@gmail.com'
    by Bruxa on setembro 14, 2017  09:47 Responder

    Quero vender as minhas música
    Tenho certeza que gente vão adorar

Comente

Seus email não será publicado.