Como fazer seu refrão se destacar e atrair ouvintes

Não tem jeito, uma música pode ser ótima, mas dificilmente vai pegar se não tiver um refrão chiclete. A gente dá umas diquinhas de como fazer um refrão memorável

Como fazer seu refrão se destacar e atrair ouvintesPor Anthony Ceseri

É importante lembrar que seu refrão se destaque do resto da músico, já que geralmente ele é o elemento central dela. Com isso em mente, vamos ver algumas dicas para conseguir um refrão de sucesso

Musicalmente

Geralmente, a música do refrão vai ser a mais pegajosa de toda a canção. Isso vale mais para a melodia, já que é essa parte que “gruda” na cabeça de quem ouvir.

Um jeito bom de chegar a um refrão forte é fazer com que ele soe de uma maneira diferente das outras partes da música, como os versos e a ponte. Musicalmente, você pode fazer isso usando tanto a melodia quando os acordes que você toca embaixo da melodia.

Uma mudança bem comum que faz a melodia se destacar do resto da música é fazer com que os vocais do refrão sejam mais altos do que os vocais do resto da música. Isso significa, em outras palavras, puxar os vocais para longe do que se canta no resto da música. Isso geralmente ajuda a destacar a melodia do refrão.

Você também pode mudar o ritmo das notas na sua melodia. Se os seus versos são curtos e ágeis, o refrão pode ser mais lento. Um exemplo fácil dessa técnica é o refrão do  “It’s The End Of The World As We Know It (And I Feel Fine)”, do R.E.M.

Você pode até começar sua melodia com uma batida diferente das batidas dos versos. Essa tática é geralmente ignorada, mas pode ser um jeito bacana de criar contrasta. Você não é obrigado a começar toda linha melódica na nota mais baixa!

Além de mudar a melodia, você também pode mudar seus acordes na hora do refrão começar. Há vários jeitos de dar cara nova aos seus acordes, e dar nova cara ao seu refrão? Um jeito ótimo é usar no refrão novos acordes, que  até então não entraram na música. No mínimo, você pode começar seu refrão com um acorde diferente do usado nas outras seções. Só mudar esse acorde já vai dar ao refrão uma cara diferente. Muitas vezes eu ouço compositores usar os mesmos acordes (na mesma ordem) para os versos e o refrão, o que gera uma música entediante.

Além de mudar os acordes do seu refrão, você também pode mudar a maneira como toca esses acordes. Você pode dar ao seu refrão uma cara nova tocando os acordes por um tempo diferente dos demais da música. Ou você pode mudar o padrão do ritmo (ou padrão de dedilhadas, se tocar violão ou guitarra) dos seus acordes, na hora que chegar o refrão. Ambas as táticas podem funcionar para dar ao seu refrão uma cara nova.

Letra

A letra do acorde vai ser a soma de todos os assuntos de que fala a música. Os títulos das músicas também costumam ser a somatória dos assuntos da música, mas o refrão é geralmente uma expansão do título. É por isso que o nome da música geralmente está na letra do refrão. E também, como o refrão é geralmente a parte mais pegajosa da canção, vai fazer o nome da música ficar fácil de lembrar, já que está ligado a uma melodia mais pegajosa.

Quando o seu refrão é usado como a somatória de tudo o que é sua canção, a linguagem dele tende a ser mais genérica, e menos focada em detalhes do que os demais versos. Por essas razões, suas letras também entram em contraste com o que está acontecendo no resto da música. Já que as letras dos versos são cheias de detalhes, e o refrão é mais vago, isso cria um contraste de letras que se somam ao contraste musical entre o refrão e o resto.

Estruturais de Músicas com Refrão

Nem toda estrutura musical conta com um refrão, mas há três estruturas comuns que contam com refrão. Em cada uma dessas estruturas, o refrão tende a ser o elemento principal, tanto textualmente quando melodicamente. Geralmente, é só depois de olhar para estruturas diferentes de música (sem refrão) que você pode deixar outros trechos da sua música brilhar, como se fossem o refrão.

As três estruturas mais comuns  de música com um refrão funcionam assim:

versos / refrão/ versos /refrão / ponte / refrão

(Exemplo: “High and Dry”, do Radiohead)

versos/ pré-refrão / refrão / versos / pré-refrão / refrão / ponte / refrão

(Exemplo: “Firework”, de Katy Perry)

versos / refrão / versos / refrão

(Por exemplo: “Penny Lane”, dos Beatles)

É claro que há variações de todas essas sugestões, mas esses três tópicos representam as maneiras mais básicas de conseguir ter um refrão que se destaque. A terceira dica, aí em cima, é a mais comum das três, porque a ausência de uma ponte para introduzir o novo som pode às vezes deixar a música entediante.

Uma Última Nota

Essas informações devem ter ajudado a entender como um refrão geralmente funciona, o que é muito importante, ainda mais se formos levar em conta que é o refrão que vai fazer sua música ser memorável.

Para outros jeitos de fazer músicas memoráveis (para que as pessoas queiram comprá-las), faça download do nosso guia grátis, no link abaixo. Ele vai te mostrar um método que é tão eficiente quanto usar rimas, se for usado adequadamente. Garante o seu aqui: http://successforyoursongs.com/go/memorable-songs-cheat-sheet/

 

Comente

Seus email não será publicado.