Como eu promovo minha música? Crie um plano de marketing de conteúdo!

Marketing é o bicho-papão pra um monte de músico. Nem tem que ser. Tem que ser um monstrinho sob controle, com que você gasta só uns minutinhos do seu dia. E a gente diz como fazer isso, nesse post pá-pum

Como eu promovo minha música? Crie um plano de marketing de conteúdo!Por Dave Kusek

O be-a-bá para um músico fazer um plano de marketing de conteúdo.

A divulgação de música é uma dificuldade para muitos artistas.

Pode ser um desafio achar algo que funcione de verdade. Afinal, sua meta é vender música, produtos da sua banda e ingressos para shows, e conseguir viver da sua música. Então só ser famoso na internet não vai bastar.

Você não consegue comer likes, e eles não pagam seu aluguel. As redes sociais são só uma parte da equação.

A estratégia que você vai usar precisa encontrar, no fim, um jeito de pagar as  contas –e deve começar por aumentar o seu público, nutrir esse público e depois fazer crescer as vendas.

E, ei –eu sei que isso parece muita coisa. Eu sei que a última coisa que você deseja é uma estrategizona de marketing que  vá consumir todo o seu tempo. A prioridade deve ser ter tempo para tocar, para escrever e para ensaiar.

Vamos aqui mostrar uma técnica que estamos desenvolvendo nos últimos tempos para promover sua música com mais eficiência, maior lucro e mais diversão.

Um Plano

O primeiro passo para qualquer esforço de marketing é SE PLANEJAR – saber qual é sua meta e por que.

Essa meta servirá para você pensar todas as ações futuras. E vai deixar tudo mais claro, em termos de quais são os próximos passos.

Se você está decidindo se um show vai ajudar a sua carreira a ir adiante, pergunte-se “Este show tem alguma ligação com a  minha meta? Ou é melhor ou gastar meu tempo com outra coisa?”

O passo do planejamento também é onde você vai estabelecer quem é seu público-alvo. Todo músico deve saber na ponta da língua algumas informações sobre seus fãs – faixa etária, sexo, localização e talvez outros artistas ou bandas pelos quais eles se interessem.

Você pode achar muitas dessas informações nas redes sociais, mas eu também sugiro que você dê uma saidinha e fale com os fãs. Pergunte coisas nas redes sociais, faça enquetes e dê rolês após seus shows para descobrir quem são aquelas pessoas e qual é a deles.

Esses dados vão te ajudar a abalizar suas decisões de por onde levar suas turnês, que tipo de produto você vai encomendar para sua banda, quais covers incluir na sua set list, e daí por diante. O importante é se identificar com seu público

Construa

Depois de você descobrir quem é, para onde vai e para quem está tocando, está na hora de começar a construir! É aqui que você vai usar tudo o que aprendeu para criar páginas de redes sociais, um site, um blog, e um mailing, tudo isso focado na sua carreira.

Se você já tem tudo isso montado, agora é a hora de reavivar com tudo. Todos eles estão fazendo o máximo possível por você? Você precisa fazer ajustes na sua marca ou na maneira como se comunica com os fãs?

Seu site é o quartel-general das suas ações para divulgar seu som. Sua loja estará sediada lá, assim como os formulários para os fãs se inscreverem no seu mailing. Eu também recomendo que você tenha algum tipo de “blog.”

Eu escrevo “blog” entre aspas porque não precisa ser um blog careta, cheio de textos. Você pode publicar o que quiser nele. O importante é ter conteúdo fresquinho postado com frequência, para seus fãs voltarem sempre para o seu site, onde estarão expostos à sua loja, às datas das suas turnês e ao formulário para registro no mailing.

Crie

Agora que você já estabeleceu as fundações, podemos começar a criar conteúdos incríveis que seus fãs vão adorar.

Comece fazendo um brainstorm de idéias para um post do blog que depois vai virar posts nas mídias sociais e um e-mail para seu mailing.

Conforme você cria posts para as mídias sociais, para o blog e para e-mails, não pense neles como três coisas diferentes. Você pode e deve dar novo propósito ao seu conteúdo, e adaptá-lo para lugares diferentes. Um único post para blog pode ser transformado em uma infinidade de posts para redes sociais e um e-mail. Quando você começar a pensar  assim, divulgar sua música vai consumir menos do seu tempo.

Integre-se

E, por fim, vamos integrar tudo o que pudermos em uma grande guarda-chuva.

Você vai querer criar um caminho entre suas mídias, o que levará os fãs a se envolverem com mais e mais profundidade com você, até virarem clientes da sua música ou apoiadores das suas campanhas de vaquinha

E você faz tudo isso criando laços entre os conteúdos que você compartilha:

  • Redes sociais são para conteúdos curtos e engajamento do dia a dia.
  • Seu blog é para conteúdos mais longos e informações (pense em coisas que seus fãs mais conhecedores vão querer ler ou assistir).
  • Seu mailing funciona como um clubinho fechado em que você dá acesso VIP e conteúdos exclusivos que não publica em nenhum outro lugar.

E, é claro, todos devem ter uma ligação…

Então você pode compartilhar nas redes sociais um vídeo curto de você no estúdio, com um link para o seu blog onde você vai ensinar a tocar essa música. No seu blog você pode postar um tutorial em vídeo de como tocar a música, com um link para se inscreverem para o seu mailing, e receber vlogs diários. Você pode mandar para os assinantes do seu mailing o vlog completo, com um link para eles comprarem seu álbum em pré-venda.

Nem tudo o que você posta tem de ser tão pensado, mas você deve pelo menos se perguntar, “Qual é o propósito deste post?” Eles não devem existir no vazio, devem todos servir a um propósito, que é a sua meta.

Comente

Seus email não será publicado.