Como criar playlists com “conteúdo extra” no Spotify

Muita gente gosta de ouvir mais do que seu som: fãs amam saber como nasceram as músicas. E a gente ensina aqui a fazer rapidinho, em casa, uma playlist com comentários dos seus álbuns e singles

Como criar playlists com "conteúdo extra" no Spotify

Por Chris Robley

Dê aos seus fãs no Spotify uma espiadinha do que ocorre por trás dos panos com playlists de “conteúdo extra”.

Este ano eu comemoro os dez anos do aniversário do meu álbum The Drunken Dance of Modern Man in Love. Eu pensei que seria legal comemorar criando uma playlist no Spotify que costurasse as faixas com comentários meus, contando sobre a origem de cada música, sobre o processo de gravação, e outras coisas. Como se fosse a versão do diretor de um filme no DVD.

Então eu saquei meu microfone, busquei fundo na memória e, dois dias depois, a playlist estava no  Spotify:

Como criar faixas com comentários de bastidores

E aí, como eu fiz isso?

  1. Escolha o álbum, o single ou as músicas que quer comentar — Qual vai ser a música que você vai comentar, e por quê? Já vá anotando mentalmente o que quer dizer.
  2. Aperta o botão RECORD (GRAVAR)— Eu não tinha o tempo nem as condições para ficar mexendo muito com o áudio, já que eu estava viajando, então só peguei meu microfone de USB e gravei com Garageband.
  3. Fale! Conte! Mostre! — Boa, agora conte ao mundo da sua música, por que e como você a fez.
  4. Mixagem — Se você vai precisar que a música esteja tocando por trás do seu comentário em áudio, insira os dois sons, ajuste as frequências e aí por diante. Eu também recomendo que você grave os comentários para cada faixa como um áudio separado, em vez de só falar sem parar por 20 minutos em um arquivo que você vai ter que recortar depois.
  5. Distribua as faixas com comentários das faixas — É hora de colocar as faixas no Spotify (com a  CD Baby, é claro!) Veja mais detalhes abaixo.
  6. Escolha um nome de artista que NÃO SEJA o seu nome de artista de sempre — Se eu uso “Chris Robley” como nome de artista para essas faixas com comentários de músicas, esse “álbum” de bastidores também apareceria na minha discografia do Spotify.  Eu não queria que isso acontecesse, já que esses áudios ficariam um pouco fora de contexto, para quem não soubesse do que se trata. Essas faixas estão lá para serem colocadas numa playlist intercalada com as músicas do álbum. Então eu inventei um novo nome de artista: “Christopher Says Some Things.”
  7. Dê um Google para saber se esse nome novo de artista não está sendo usado— Seja civilizado. Você não quer criar um nome artístico para esse projeto, só para depois descobrir que suas faixas com comentários em áudio vão aparecer na discografia de algum outro artista no Spotify.
  8. Batize as faixas — Eu fiz isso colocando apenas “Comentários sobre…” antes do nome da música que eu ia comentar naquela faixa.
  9. Escolha suas preferências de distribuição — Escolha as plataformas digitais onde você quer que essas faixas com comentários estejam disponível. No meu caso, eu só as queria no Spotify, já que eu sabia como era faixo criar e distribuir playlists nessa plataforma. No seu painel de controle da CD Baby, você pode escolher o nível de distribuição que inclui suas músicas em plataformas de streaming, e depois customizar suas opções tirando da lista as plataformas digitais que não sejam o Spotify.
  10. Crie a arte do álbum — De novo, eu optei por um caminho simples, de revisitar a capa de The Drunken Dance, só colocando um letreiro avisando que esse álbum é uma playlist de comentários, e não a versão original. Agora é hora de fazer upload do álbum e da arte de capa.
  11. Monte a playlist! — Depois que suas faixas com comentários tiverem sido distribuídas e postadas no Spotify, você pode criar a playlist, de novo, intercalando as faixas de comentários com as músicas originais..
  12. Dê destaque para a sua playlist de bastidores — Quando você tiver terminado de criar a playlist, faça login no seu Spotify for Artists para destacá-la como “Artist Playlist.” Depois conte para os seus fãs (nas redes sociais, por email, etc), é claro.

E é isso. Um pouquinho de trabalho, mas é algo que seus fãs mais ferrenhos vão querer ouvir. Além do mês, isso te dá algo para postar com a ferramenta “Artist’s Pick” do Spotify.

Uma outra dica, mais opcional: se você acabar ganhando uma porção de seguidores na sua playlist de bastidores, você pode sempre emendar aquela playlist com outras faixas, de comentários de outro álbum. E lembre-se: playlists são coisas vivas que mudam o tempo todo — então ter uma playlist dinâmica de comentários com um número crescente de seguidores pode ser um caminho a seguir, em vez de pedir que os fãs sigam uma porção de playlists diferentes e estáticas.

Se você acabar fazendo sua playlist de bastidores, compartilhe comigo na seção de comentários, aqui embaixo. Eu adoraria ouvir.


Guia do Spotify

3 Comentários

  1. erick_andrades@outlook.com.br'
    by Erick Roza on janeiro 30, 2018  15:59 Responder

    Boa tarde.

    Gostei da ideia, uma única pergunta: eu ganharia com esses aúdios de comentários (ganharia por cada streaming?) ou apenas se o comentários tivesse mais de 30 segundos?

    Att.,

    • by Paula Humphries on fevereiro 2, 2018  20:05 Responder

      Você recebe com base na mesma taxa de execução de streaming de uma música normal, Erick. Valeu pelo comentário! :)

  2. Tuanormal2016@gmail.com'
    by Tu on fevereiro 16, 2018  04:52 Responder

    Rap músicas

Deixe uma resposta para Erick Roza Cancelar resposta

Seus email não será publicado.