Celulares em shows: um jeito de se promover ou uma grande distração?

O Don Henley, baterista dos Eagles, falou que cada vez que alguém filma um pedacinho do seu show está estragando a experiência para todos os demais. Que demais? Vem pro blog SomosMúsica saber se você concorda ou discorda desse cara, que baniria os smartphones de onde há música ao vivo

Screen-shot-2014-02-24-at-7.56.49-AM-1-650x218Por Chris Robley

Don Henley, o baterista que fundou os Eagles e é um defensor ferrenho dos direitos autorais, recentemente disse ao jornal inglês Daily Telegraph que “fazer vídeos de um show é violação dos direitos (dos Eagles).”

“Estraga a experiência das pessoas que irão ver o show no futuro”, ele disse. “Nós queríamos que eles vivenciassem pela primeira vez o show quando estivessem na plateia, em vez de ter o primeiro contato com imagens ruins e som péssimo.”

Na minha opinião, se você tem de vender um rim para comprar um ingresso para um show dos Eagles, você tem o direito de fazer um filmezinho para provar que esteve lá. Além do mais, não tenho certeza que um videozinho podre de YouTube possa ser encarado como “vivenciar” para um fã de verdade dos Eagles. Eles ainda vão querer ir ao show.

Mas, deixando questões de direitos autorais de lado, o que está acontecendo hoje em shows é que muitos frequentadores estão levantando seus celulares para tirar fotos, fazer vídeos e twitar. Mas e o show em si?

Os celulares são uma perda de atenção de quem vai a shows  ou eles ajudam a plateia a virar uma máquina de divulgação e marketing?

Se hoje em dia pelo menos um pouco da experiência de ir a shows é transmitida através desta nova tecnologia, os artistas perdem o engajamento do público com isso ou o smartphone é uma poderosa extensão DO engajamento da plateia?

O que você acha? Conte para a gente na seção de comentários, aqui embaixo.

Ganhe Dinheiro Guide

1 Comentário

  1. ralvesds@hotmail.com'
    by Rafael on novembro 25, 2014  15:54 Responder

    Acredito que gravar, fotografar em shows com o celular incomoda várias pessoas que não gostariam de ver mãos levantadas ao invés de ver os músicos que pagaram, como bem mencionado no seu post, o preço de um rim. Para a maior divulgação do show, ou ao insucesso do mesmo, acho que pouco influencia, e quem vai procurar vídeos gravados por fãs, são amigos dos fãs e sempre tendem a assistir uma gravação “oficial”, mesmo que vejam o videozinho do amigo.
    A divulgação dessas imagens, são muito pouco visualizadas, basta fazer uma pesquisa rápida no YouTube, os números não mentem. Pesquise aleatoriamente, com seu maior ídolo da música que os primeiros e mais visualizados resultados serão sempre os vídeos divulgados pelo próprio artista/produção. Portanto, dizer que parte da apreciação do show pode ser perdida por esses vídeos de fãs é baboseira impensada, acredito o incômodo maior seja por notar que muitas pessoas preferem ver o show pela tela do smartphone do que com os próprios olhos...a tal da “geração selfie” infelizmente se afirma até nas horas mais inoportunas, alguém já ouviu falar do “selfie pós-sexo”? Hilário, medonho, tosco e sem sentido....mas, cada um decide o que quer divulgar.

Comente

Seus email não será publicado.