As 6 Regras Ocultas da Passagem de Som

Ninguém gosta de fazer, ninguém gosta de ouvir. Mas a passagem de som pode ser a diferença entre ganhar um fã ou uma pessoa que vai fugir da sua música para sempre. O SomosMúsica te dá 6 dicas para melhorar esse processo

As 6 Regras Ocultas da Passagem de Som[Este post foi publicado originalmente no blog Sonicbids.]

Então você acabou de passar umas horinhas numa van caindo aos pedaços, com cheiro de bolor junto aos seus colegas de banda, que têm as mesmas características do carro. Vocês se espremeram e balançaram nas (geralmente nada) glamurosas BRs do Brasil, aguentaram congestionamentos a tempo ruim, Itu e aquele lanchinho que fizeram lá e que não caiu nada bem. Maltrapilhos e exaustos, vocês finalmente chegam à casa de show onde vão se apresentar. Um sorrisinho surge no seu rosto, quando você percebe que o inferno sobre quatro rodas acabou e que você finalmente vai poder relaxar. Mas infelizmente tem uma última coisa que vocês têm de fazer.

Chegar à casa de shows significa se preparar para fazer a checagem do som, um ritual que muitas bandas reduzem a tempo para ficar fazendo palhaçada antes do show. Se você leva sua carreira a sério, deveria saber que a checagem de som é a essência de uma boa apresentação ao vivo. Leve-a tão a sério quanto você vai encarar o show, mais tarde. Para facilitar a sua vida e a do pessoal da casa de show, há algumas regras não ditas. Siga essas regras e sua apresentação só vai sair ganhando.

1. Descarregue seus equipamentos rapidamente, com eficiência

Parece senso-comum, não? Bom, várias dessas regras não ditas são senso-comum. E, ainda assim, poucas pessoas conseguem cumprí-las. Quer a casa de show tenha colocado funcionários para te ajudar ou não, todo mundo leva a melhor se seus equipamentos estiverem lá dentro. Pare de ficar de olho no restaurante de burritos do outro lado da rua e não se preocupe se vai perder a happy hour do bar. Trabalhe agora, brinque depois. A passagem de som já é estressante o suficiente sem estar com pressa. Ter mais tempo para montar tudo significa menos estresse. Ao contrário do que algumas pessoas acreditam, relaxar é bom. Além de mostrar competência, levar seus equipamentos para dentro rapidamente é mais seguro também. A não ser que você tenha uma coisa dessas, manter seus equipamentos no carro o expõem a roubos e outros inesperados.

2. Trate os funcionários da casa de show profissionalmente

Não importa se eles forem formados pela melhor faculdade de produção musical ou se são uns adolescentes com a cara cheia de espinha. Sua música está nas mãos deles. Eles podem não estar em cima do palco, mas têm um papel importante em como será seu som quando estiver em cima do palco. Dito isso, é bom que você trate com respeito essas pessoas. Sem eles, não existiria música ao vivo, e aquele retorno que tanto odiamos nunca iria embora. A não ser que você seja uma estrela do rock… na realidade, tanto faz. Não importa em que nível da sua carreira você esteja, nunca tirou pedaço de ninguém tratar os outros com respeito. Na verdade, vamos colocar “tratar todo mundo com respeito”. Que mal isso pode fazer?

3. Faça a passagem de som com a mesma música (ou as mesmas duas músicas) todas as noites

Os artistas famosões têm o privilégio de ficarem horas fazendo jams até chegarem ao som exato que querem. Mas você, que só deve contar um uns 15 minutos e vai ter um tanto de outras bandas esperando por sua vez de tocar, teve usar eficiência como palavra-chave. Tocar sempre a mesma música, ou duas delas, vai agilizar seu processo de passar o som. Você vai estar familiarizado com o som que aquela música deve ter do palco, o que vai te fazer ajustar os equipamentos na velocidade da luz. Tente escolher músicas que tenham um equilíbrio de vocais e instrumentação, para que o engenheiro de som tenha uma bela noção de ambas.

Só um toque: não seja o cara que passa o som no volume 3 e, quando chega a hora de tocar, muda para o nível 11. Não se ganha no grito, e ninguém gosta desse cara.

4. Pelo amor de nossa Senhora, mantenha seus cabos organizados!

Aqui não é a garagem da casa da sua mãe para você deixar um ninho de fios no chão. Ninguém se importa se essa é sua metodologia “mas funciona, cara”– seja profissional e ajeite seus cabos. Chegar numa casa de shows com uma caixa de cabos emaranhados não é o jeito certo. Você vai economizar tempo, frustração e seus cabos vão durar muito mais se você os tratar bem

Para quem não sabe como fazer, coloque a pipoca no microondas, pegue seu ursinho predileto e fique de boa no sofá, vendo esse maravilhoso vídeo de instruções.

5. Descubra se pode emprestar equipamentos JÁ

A brodagem de emprestar equipamentos é aquele lindo momento em que duas bandas põem suas diferenças de lado e compartilham, tudo em nome de um show tranquilo. Quando funciona bem, é uma obra-prima de cooperação artística, com troca de grupos quase imperceptível. Esse ofício é completamente inútil, entretanto, se você espera até o último minuto para discutí-lo. A passagem de som é o momento para fazer isso. Você pode deixar alguém usar seu equipamento ou emprestar de alguém, mas converse antes do show, assim todo mundo sabe o que fazer. Cinco minutos antes de começar a tocar não é a hora de resolver problemas que você achou que não teria;.

6. Relaxe com eficiência

Sim, a passagem de som é trabalho duro, e não hora de relaxar. Mas há um jeito de passar por esse processo com um ar calmo. Não precisa correr de um lado para o outro feito galinha degolada. Fique de cabeça baixa, seja cool e faça o que precisa ser feito. Achar o equilíbrio perfeito entre tensão e relaxamento vai te ajudar a passar o som tranquilamente e também te colocar no estado de espírito certo para a apresentação.

Como foi dito antes, a maioria dessas dicas não são segredos que vão mudar sua vida, mas se forem praticadas com frequência e dedicação, podem facilitar muito nesse desafio profissional.

Anthony Cerullo é tecladista, escritor e viajante. Ele passou os últimos anos em turnês pelos EUA com bandas, e agora explora o que outros continentes do mundo têm a oferecer..

Ganhe Dinheiro Guide

 

1 Comentário

  1. Pingback : As 6 Regras Ocultas da Passagem de Som | Vini Music

Comente

Seus email não será publicado.