10 jeitos bem inusitados de melhorar suas mixagens

Eu sei, a mixagem é o momento de tornar sua música perfeita, e por isso você ama-odeia tanto esse processo. O SomosMúsica te dá 10 dixas de como melhoras os mixes e, posso adiantar um deles?, RELAXE e pense como um ouvinte. Os outros nove estão aqui

10 jeitos bem inusitados de melhorar suas mixagens

Maneiras de evitar o pensamento rabugento de alguns engenheiros de mixagem: “entra um lixo, sai um lixo.”

PENSE COMO UM OUVINTE

Na era das ferramentas modernas de edição e de correção, faixas infinitas e sem limitações de tempo impostas pelo mundo externo, é super fácil se deixar levar a acabar caindo no buraco negro da “Mixagem Perfeita”. Mas as pessoas não ouvem uma mixagem, elas ouvem uma música.

Poucas pessoas sentam para ouvir uma música com uma cara séria, franzindo o cenho em busca de erros na música. Afinal, se você realmente quiser achar erros na sua mixagem, você vai achar. Sempre.

Tente ter a perspectiva de um fã:

* Sempre que for possível, dê uma distâncial temporal boa (de dias) das suas produções antes de começar a trabalhar na mixagem.

* Se algum elemento se destacar por estar soando errado, é certeza que ele precisa de conserto.

* Se nada soar errado e a música parecer algo que você gostaria de ouvir, então a mixagem está pronta. É hora de seguir adiante.

10 jeitos bem inusitados de melhorar suas mixagens

CONHEÇA SUA FAIXA ANTES DA MIXAGEM

Antes de começar a mixar, eu bolo uma faixa inicial “meio zoada” e a ouço por alguns dias. Com o passar do tempo, as soluções e mudanças vão surgindo espontaneamente. Permitir que a música dite a remixagem, e não o contrário. Isso parece ser mais Zen do que é na verdade, mas é sempre um bom jeito de se livrar dos velhos hábitos e vícios. Ouça sua mixagem longe do seu computador. Ele te tira do papel de produtor e te coloca no papel de fã.

ORQUESTRE A MIXAGEM

Edite!

A mixagem é um arranjo e uma orquestração. Então quando você se deparar com uma mixagem densa e cheia de coisas, pergunte-se se todos esses elementos precisam mesmo estar ali antes de começar a equalizar, comprimir e finalizar a obra. Dar um espaço para cada parte da música e “tempo para elas agirem” vai valer a pena. Use sons que se complementem ao invés de uns que sejam similares (por exemplo, coloque em camadas um som curto e atacado com um mais suave e sustentado). Olhar para a mixagem como um arranjo musical em vez de um monte de frequências com que você precisa batalhar. Isso vai te dar mais fôlego.

AUDITION YOUR MIX WITH LANDR

10 jeitos bem inusitados de melhorar suas mixagens

 

Às vezes, é bom tirar uma folga, ganhar algum espaço próprio e ouvir o que o algoritmo do LANDR pode fazer com a sua mixagem. A partir daí, você pode identificar o que de fato é um problema (você andou equalizando esse baixo já por dois dias? Você consegue parar com isso?). Esse é um dos usos mais comuns do LANDR – o que foi uma surpresa, mas bem positiva, que tivemos.

Os Govales, do Brooklyn – que ultimamente receberam a atenção de artistas como MistaJam, Zane Lowe e Gilles Peterson – começara, a fazer suas mixagens com o LANDR, antes de eles terminarem por fora — isso ajudava ele a achar os erros e lugares que precisavam de reparo.

Faça uma audição das suas mixagens com o Landr.

FAÇA SUA MIXAGEM VIAJAR

Sem dúvida é muito importante ter o melhor equipamento de monitoramento (caixas de som, fones de ouvido) e ter uma sala com tratamento adequado é muito importante, mas ouvir seu som em tantas situações do “mundo real” o possível é um grande trabalho, ainda mais se seu estúdio caseiro pender mais para o barato do que para o caro. Escute o som nas caixas de som do laptop, em fones de ouvido bem podres, no carro e mesmo na casa do seu amigo louco por som, que tem um-sistema-de-som-perfeito-no-porão-porque-é-fã-do-Hermeto-Pascoal.

Se o som funcionar em todos esses sistemas, sua mixagem é a melhor o possível. Se não for, anote quais são as fraquezas, volte à mixagem e refaça.

Depois, é só lavar e recomeçar de novo.

FIQUE ESQUISITÃO

Fazer uma mixagem soar equilibrada, bem definida e bem proporcionada é só uma parte da equação; Uma mixagem também tem de ser um bocado interessante.

Perca-se nas suas experimentações: coloque um sintetizador que granule sua voz. Use “Vocode” na sua percussão. Comece a inverter o “delay” que está atrasando o “delay” do seu xilofone, coloque um pouco de trémolo, invirta e coloque mais delay. O pior que pode acontecer é que isso soe mal e você tenha de começar tudo de novo. E o melhor que pode acontecer é você criar algo único e desenvolver um som com a sua assinatura, ao estilo “o efeito Cher”. Dica: não faça isso com um cliente na sala. A não ser que eles gostem desse tipo de coisa. Alguns gostam, de verdade.

BAIXE SEUS CRITÉRIOS

10 jeitos bem inusitados de melhorar suas mixagens

Agora que vivemos num mundo de 24-bits, barulhos de fundo não são mais um problema. Então não há motivo para gravar ou mixar com todos os indicadores das máquinas no máximo.

Gravar muito ferrenhamente quanto à pureza do som ambiente leva seu processo de gravação a um nível insunstentável. Tenha na mente um nível médio de -18dB FS (ou para picos de no máximo -10dB FS) e seus sinais estarão a salvo de distorção de ondas. Além do mais, você vai economizar tempo por não precisar ficar baixando o som o tempo todo, como teria que fazer se estivesse trabalhando no limite.

Se sua faixa precisar soar mais alto, é só aumentar o volume das caixas de som. Economize a etapa de “aumenta o som!” para a masterização.

Suas mixagens terão um som mais aberto, detalhado e menos cansativo, como resultado disso.

AUTOMATIZE SEUS FADERS

Compressores são ótimos para domar uma dinâmica selvagem em apresentações ou para colocar caráter na sua música, mas confiar na compressão para estabelecer o nível das suas faixas, enquanto os faders (que bloqueiam oscilações bruscas) ficam parados, é uma receita para uma mixagem sem vida. Uma vez que você tenha alcançado um equilíbrio básico entre todos os elementos, automatize o funcionamento dos faders. Isso vai ajudar as partes a se encaixarem de um jeito natural e musical.

RESISTA À VONTADE DE VIRAR SOLO

10 jeitos bem inusitados de melhorar suas mixagens

Tornar uma faixa solo (isolar todas as outras enquanto ela toca) é útil enquanto você estiver tentando limpar outros sons, ou ter certeza que suas edições estão certinhas. Mas evite equalizar e comprimir sua faixa com ela no modo solo. A tendência natural é fazer com que todas as partes soem grandes e frondosas sozinhas, mas isso pode fazer com que um elemento brigue com o outro e compitam entre si, quando colocados juntos.

A mixagem deve ser sobre conseguir que todas as partes funcionem entre si como um todo. Algumas partes podem acabar soando magras e pequenas quando num solo, mas isso permite que elas sejam colocadas com facilidade e sem obstruir outras, como elementos mais encorpados e cheios.

MANDE TUDO SE F***

É isso aí, crianças: filtrem tudo. Bom, talvez não tudo, mas muitas das coisas na maioria do tempo. Filtros de passas-altas (high-pass) e passas-baixas (low-pass) podem ser seus melhores amigos numa mixagem. Tirar os baixos, e às vezes os altos, do excesso de uma música que não precisa deles pode te dar um espaço que você nem sabia que existia ali.

Lembre-se, não se preocupe que o som vá ficar um pouco raquítico ou estranho quando sozinho. Só importa o som dele no contexto, com todos os demais.

[Este post foi escrito por Sacha-Léo Shenkier e apareceu primeiro no Landr Blog.]

 

4 Comentários

  1. 4musicpl@gmail.com'
    by Paulo Sérgio on novembro 16, 2015  16:16 Responder

    Bem louco a matéria! curti as dicas, parabéns.

  2. davibencio@outlook.com'
    by David Bencio on novembro 22, 2015  00:52 Responder

    exelente,

  3. adaojesus19@gmail.com'
    by Adao Jesus Pereira on novembro 5, 2016  23:21 Responder

    É bastante interessante. MAS A MINHA PREOCUPAÇAO é por que minha mixagem fica diferente da MUSICA DE REFERENCIA não sei se um pouco mais magra, ou mais distante, ou menos encorpada?
    PERGUNTO: NÃO DÁ PRA EU MANDAR UM PEDACINHO DA MINHA MIXAGEM(MINHA MUSICA) E UM PEDACINHO DA MUSICA DE REFERENCIAS pra voces me darem uma DICA, claro, de maneira sucinta.
    adao

    • by Paula Humphries on novembro 7, 2016  18:14 Responder

      Oi Adao!

      Nós sempre trazemos dicas de especialistas em diversos assuntos que seriam úteis para artistas independentes. Esse artigo foi uma colaboração do pessoal da Landr, que entende bem mais de masterização e qualidade de áudio do que nós. Sinto muito, mas não nos atreveríamos em oferecer consulta profissional sobre algo que não dominamos. Agora se o assunto for distribuição, é com a gente mesmo! Obrigada pelo seu comentário. :)

Comente

Seus email não será publicado.